Não encontrou seu voo? Peça a ajuda para um consultor.

Entre em contato

Austrália

Saiba os principais motivos para estudar na Austrália

Austrália: um país lindo, com um povo receptivo e uma economia próspera. Tudo o que você precisa para ter a experiência mais incrível da sua vida.

Australia

Austrália: felicidade não vai faltar

Segundo o ranking de Desenvolvimento Humano da Organização das Nações Unidas (ONU), a Austrália está entre os países que oferecem as melhores condições de vida para seus habitantes, sempre aparecendo entre as três primeiras posições desse ranking, ocupando diversas vezes a primeira. É considerado, também, o quarto país mais feliz do mundo (Índice de Prosperidade 2012).

Prosperidade e braços abertos

Durante os últimos 25 anos, a Austrália vive um crescimento econômico contínuo, apresentando uma das economias mais estáveis e confiáveis do mundo. O país também apresenta um dos menores índices mundiais de desemprego.

Seu nível de desenvolvimento tecnológico e de infraestrutura atinge padrões internacionais, possuindo cinco de suas principais cidades com a melhor infraestrutura urbana do mundo. A Austrália possui 23 milhões de habitantes e é conhecida mundialmente por sua cultura acolhedora, isso porque quase metade da população australiana (47%) é formada por estrangeiros ou pessoas que têm pai ou mãe nascido no exterior.

A Austrália é um dos destinos mais cobiçados

O país é o terceiro destino mais procurado por estudantes internacionais no mundo, atrás somente dos Estados Unidos e Reino Unido. Um dos principais motivos para essa preferência é a alta qualidade de seu sistema de ensino. A Austrália possui sete universidades entre as 100 melhores do mundo.

Um País repleto de paraísos naturais

A Austrália apresenta uma grande e deslumbrante diversidade ambiental. Em seu extenso território, possui um litoral de mais de 50 mil quilômetros com algumas das praias mais bonitas do planeta, mais de 500 parques nacionais e mais de 2.700 áreas de conservação ambiental, que abrigam desde santuários de vida selvagem a reservas aborígenes.

O país também tem 17 patrimônios da humanidade classificados pela UNESCO (número superior a qualquer outro país), entre eles estão a Grande Barreira de Corais, a casa de espetáculos Sydney Opera House, o Parque Nacional Kakadu, o arquipélago de Lord Howe, a área nativa da Tasmânia e a Ilha Fraser.

Mais motivos para escolher a Austrália como destino do seu intercâmbio:
  • O governo australiano concede ao estudante internacional a permissão de trabalho de até 40 horas por quinzena durante o período de aulas e período integral durante as férias.
  • Calendário acadêmico na Austrália é dividido em dois semestres similar ao brasileiro, com os semestres iniciando em fevereiro e final de julho, permitindo que o estudante tenha mais facilidade para conciliar seus estudos no Brasil e na Austrália.
  • O país oferece mais de 22.000 cursos em 1.200 instituições, ocupando o oitavo lugar na Universitas 2012 U21, a Classificação dos Sistemas Nacionais de Ensino Superior, ficando acima da Alemanha, Países Baixos e Japão.
  • Cinco das principais cidades australianas estão entre as 30 melhores cidades do mundo para estudantes (esse ranking leva em consideração a diversificação de alunos, custos financeiramente viáveis, qualidade de vida e atividade dos empregadores, entre outros fatores).
  • A Austrália possui universidades na lista das 50 maiores em todo o mundo, nas áreas de Ciências Naturais e Matemática, Biociências e Agricultura, Medicina Clínica, Farmácia e Física.
  • O sistema educacional australiano oferece conhecimento e técnicas necessárias para formar jovens que buscam sucesso em seu futuro profissional.
  • O governo garante a qualidade do ensino através do monitoramento das aulas, do aprendizado, da administração e das áreas de pesquisa de cada uma das instituições. Todos os cursos oferecidos para estudantes internacionais devem ser aprovados pelo órgão do governo chamado CRICOS (Commonwealth Register of Institutions and Courses for Overseas Students).
  • O governo australiano fornece mais de 200 milhões de dólares em bolsas de estudo todos os anos, um facilitador para seu intercâmbio na Austrália.
CULTURA, SOCIEDADE E ECONOMIA
Saiba mais sobre a Cultura da Austrália e como é a vida por lá.

Conhecida como um dos países mais acolhedores do mundo, a Austrália se orgulha de ser uma nação multicultural. Atualmente, quase metade da sua população é formada por estrangeiros ou australianos com pai ou mãe nascido no em outro país. Isso faz com que a cultura australiana carregue influências de diversos povos.

A estabilidade política e crescimento econômico nos anos 50 foram fundamentais para o desenvolvimento de uma sociedade próspera para a chegada da primeira grande leva de imigrantes, principalmente de origem inglesa.

Depois das décadas de 50 e 60, a Austrália recebeu mais uma onda de estrangeiros, desta vez, a maioria procedente do Sul e Oriente Europeu. Essas sucessivas ondas migratórias transformaram por completo o país, sobre tudo, suas principais cidades.

Nas décadas de 70 e 80, a Austrália recebeu muitos imigrantes da América Latina, que desejavam escapar das crises políticas e econômicas que atravessavam seus países. Diferente do que aconteceu com os sul-americanos que imigraram para a Europa nesses anos, a maior parte dos que imigraram para a Austrália acabou se estabelecendo e permanece radicado no país.

A influência dos imigrantes é nítida. Com a presença forte do inglês como idioma oficial, a Austrália também tem em seu território diversas outras línguas faladas por seus habitantes, chegando a mais de 260 idiomas e dialetos. É o caso do mandarim, italiano, árabe, cantonês, grego e até mesmo português.

Somos de casa

Os brasileiros ganharam seu lugar na sociedade australiana. Eles encontraram um espaço para se expressar e desenvolver atividades, como capoeira, jiu-jitsu (muito comum nos grandes centros urbanos), música, entre diversas outras.

Em muitas cidades da Austrália, é possível encontrar pequenos sinais de influência brasileira, seja na forma de se vestir das mulheres nas praias, no uso de sandálias havaianas, no consumo de açaí em alguns bares ou nas músicas tocadas nas disputadas noites brasileiras de Sydney, Brisbane, Gold Coast ou Perth.

Os brasileiros, assim como os demais estudantes internacionais, não sofrem nenhum tipo de discriminação. Ao contrário, eles se integram muito bem a sociedade australiana, gozando do bem-estar social e econômico que o país lhes oferece. A sinergia da cultura australiana e brasileira é tão grande que é muito comum ver grupos de amigos ou até casais formados por australianos e brasileiros.

A toda poderosa economia da Austrália

A economia da Austrália é uma das mais fortes e estáveis do mundo, sendo aberta e competitiva. O país vive durante os últimos 25 anos um crescimento econômico constante, alcançando em 2012 um PIB superior a 1,5 trilhões de dólares, com um PIB per capita de aproximadamente 67 mil dólares. Esse constante crescimento econômico é fruto de uma gestão efetiva de suas políticas públicas, acompanhadas por um índice de inflação baixo e estável, além de uma taxa baixa de juros.

Entre as principais atividades econômicas australianas estão:

  • Mineração: sendo o maior exportador mundial de diamantes, alumínio e carvão.
  • Indústria: é uma atividade diversificada entre os principais itens de produção estão alimentos, papel, máquinas e equipamentos tecnológicos.
  • Agricultura: sendo os produtos mais importados o açúcar, o trigo, o algodão, a cevada e a uva entre outras frutas.
  • Pequenas empresas: elas também são consideradas um setor vital dentro da economia australiana, sendo responsáveis por cerca de 30% da produção econômica e de empregar mais de 3,3 milhões de pessoas.
  • Turismo: é uma das atividades que mais gera emprego no país, empregando cerca de 500 mil pessoas. A Austrália recebe mais de 6 milhões de turistas ao ano, gerando uma receita de mais de 94 bilhões de dólares anuais e sendo considerado o principal serviço de exportação do país. O sucesso nesse setor se deve ao crescente número de estudantes que buscam o país para realizar seus programas de intercâmbio.

Para trabalhar e crescer

Devido ao seu constante desenvolvimento econômico e industrial, a Austrália tem a necessidade de incorporar imigrantes e estudantes internacionais ao seu mercado de trabalho. Para isso, o governo australiano oferece diversos tipos de permissões de trabalho para estrangeiros. Os estudantes internacionais, que realizarem um curso com duração mínima de 14 semanas, podem trabalhar legalmente no país até 40 horas quinzenais durante o período do seu curso e período integral em suas férias.

Os estudantes que concluírem um curso de graduação ou pós-graduação com no mínimo 2 anos de duração poderão solicitar o visto de trabalho pós estudo. Esse visto permite que os recém-formados fiquem no país por mais 2 anos trabalhando em sua área de formação.

Para profissionais que já possuam formação acadêmica e experiência no mercado de trabalho, podem buscar oportunidades no país através dos programas de imigração para profissionais qualificados. Esse programa favorece profissionais de áreas específicas que estão em demanda na Austrália, como Engenharia, Tecnologia da Informação e Contabilidade. Consulte nossa equipe para mais informações.

With a Little Help

O governo australiano tem seu próprio portal de Recursos Humanos especializado na busca de emprego que promove o contato direto entre trabalhadores e empregadores, o Australian Job Search (www.jobsearch.gov.au). Nele são publicadas diariamente inúmeras ofertas de trabalho. O portal é oferece várias ferramentas e filtros para encontrar as ofertas de seu interesse, seja por zona geográfica, por área, indústria ou tipo de trabalho que se busca.

Se encontrar trabalho em qualquer parte do mundo costuma ser uma tarefa árdua, na Austrália, as ferramentas de busca pela internet e a economia favorável tornam essa tarefa mais simples.

Diários de Viagem

Karolina de Simone Fernandes Campinas | SP >> Sydney | WA "Se eu soubesse que aqueles dois vistos negados para o USA me levariam para a melhor fase da minha vida, acredito que as lágrimas teriam sido só de alegria. Lembro do dia que sentei em frente de mais um consultor, de mais uma agência de intercâmbio, onde ouviria mais sobre as mesmas coisas..." +
André Luiz da Silva do Nascimento Recife | PE >> Perth | WA "Um certo dia decidi viajar não mais por conta dos livros, imagens e videos, mas por minha conta. Decidi tirar minhas próprias conclusões sobre o que via e ouvia na mídia. Foi então que descobri, como estudante de farmácia na UFPE, o programa Ciências sem Fronteira (CSF). Esse programa permitiu..." +

Ainda ficou com alguma dúvida?

Consulte Nossa Faq

Solicite um orçamento

Os atenciosos e qualificados consultores da AC irão te ajudar no que for preciso.