Os melhores destinos na Austrália

Fazer um intercâmbio na Austrália é a melhor opção pra quem quer aprender um inglês de primeira em um dos países mais desenvolvidos do planeta. O país é referência quando o assunto é intercâmbio por diversos motivos – principalmente por possuir uma educação de altíssima qualidade, oferecer uma qualidade de vida extremamente alta a seus moradores e intercambistas e possuir paisagens naturais e pontos turísticos que dão a qualquer um a vontade de ir conhecer suas cidades.

Apesar de ter o foco principal nos estudos e na educação, o intercâmbio não se resume apenas às aulas, mas também tem como vantagem as possibilidades turísticas e culturais que outros países oferecem. Para ajudar no guia turístico do país, separamos algumas dicas de lugares e coisas imprescindíveis para se fazer/conhecer na Austrália. Confira nossa lista e não perca a oportunidade de conhecer o que há de melhor na Austrália:

  1. Sydney

  2. A cidade de Sydney é uma das mais importantes da Austrália, por vezes sendo confundida com sua capital. É muito comum que quem visite a metrópole volte de lá querendo se mudar definitivamente – e não é difícil explicar o porquê. O lugar é cheio de atrações turísticas e culturais como o Opera House, o Darling Harbour, o famoso zoológioco de Sydney e a praia de Mainly. Além disso, a vista panorâmica da cidade através da Sydney Tower é obrigatória para quem visita o local, pois proporciona uma visão incrível da cidade e de seus arredores.

    A cidade é uma das mais belas do mundo e ostenta qualidade de vida e opções de esporte, lazer, ecoturismo e cultura. Não deixe de fazer o trajeto de balsa através da Baía de Sydney e conhecer as famosas ondas – e quem sabe surfar no mar, na praia de Bondi Beach, e ali conhecer os bares localizados à beira-mar.

  3. Tasmânia

  4. A Tasmânia é uma região insular e um estado da Comunidade Australiana localizado a 240 quilômetros da costa sudeste do país. A ilha é um dos pontos de maior visitação da Austrália devido à sua beleza natural, com alta conservação da vegetação original, com vales verdes, vilas charmosas, cidades tranquilas e aconchegantes e praias tipicamente australianas: belas, reservadas e praticamente desertas. A temperatura do local é a ideal pra quem não gosta de extremos: sendo amena no verão e fresca no inverno. A ida ao local é obrigatória para quem visitar a Austrália.

  5. Parque Nacional Kakadu

  6. O Parque Nacional Kakadu é uma vasta área de concentração natural e cultural localizada na cidade de Darwin, no norte da Austrália. O local é conhecido por fornecer aos visitantes a possibilidade de conhecer diversos aspectos da flora e fauna natural da Austrália – como mais de 275 espécies diferentes de pássaros – e para admirar a arte aborígene dos rochedos da região. O parque reúne cerca de 68 espécies de mamíferos, mais de 75 espécies de répteis e mais de 10 mil espécies de insetos. O local é cuidado e conservado por gerações de aborígenes que moram na região, e é considerado um dos patrimônios mundiais da UNESCO.

  7. Atrações naturais aquáticas

  8. A parta aquífera da Austrália é igualmente bela e atrativa. Isso porque o país insular conta com algumas das melhores praias e atrações aquáticas do mundo. A Grande Barreira de Corais, localizada na região de Queensland, por exemplo, é uma das mais espetaculares maravilhas naturais do mundo e uma das principais atrações turísticas da Austrália. O local é repleto de peixes das mais diversas espécies, de golfinhos, raias, tartarugas gigantes e mais de 400 tipos de corais compõem a região. O Parque Marítimo tem 3 mil quilômetros de extensão ao longo da costa de Queensland, sendo maior do que a muralha da China.

Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário

As vantagens de fazer um intercâmbio na Austrália

A vontade de fazer o tão sonhado intercâmbio é extremamente comum entre os jovens do mundo, inclusive entre os brasileiros. A Austrália é um dos países mais indicados para realizar o tão desejado intercâmbio, pois além de ser um país extremamente agradável e com diversas opções de lazer e cultura, é reconhecido internacionalmente pela educação de altíssima qualidade, reunindo algumas das mais renomadas instituições de ensino e pesquisa do mundo.

A Austrália foi colonizada pelo Reino Unido, após ter recebido a visita de James Cook no lado leste do território no ano de 1770. Cerca de um século depois começariam a se formas as colônias australianas administradas pelo Reino Unido, sendo algumas delas denominadas “colônias livres” ou “colônias penais”; essas últimas eram colônias habitadas por presos vindos de diversas regiões do Reino Unido. A prática de transporte dos presos nas colônias australianas foi encerrada no ano de 1848.

Ao decorrer de sua história, a Austrália já viveu os mais diversos fatos que a ajudaram a construir o país que é hoje. Ainda no início da colonização, a população nativa das pequenas colônias instaladas no território somava cerca de 350 mil pessoas, população que foi diminuindo drasticamente principalmente devido à propagação de doenças infecciosas. O que viria a tornar-se o país conhecido como Austrália também passou por uma corrida do ouro no início da década de 1850, colecionando rebeliões, descobrimentos e revoltas.

As colônias finalmente ganharam governos individuais organizados entre 1855 e 1890, reconhecidos como extensão do território Imperial Britânico e administrados pelo Instituto Colonial em Londres. No dia 1 de janeiro de 1901, formou-se a federação das colônias e em 1907 foi criada a Comunidade da Austrália, um território autônomo sob o domínio do Império Britânico. Sua capital, Camberra foi oficialmente formada em 1911, e desde então o país vem se consolidando como uma das mais notáveis democracias e mais avançadas sociedades civis.

O país possui mais de 24 milhões de habitantes espalhados por um território de mais de 7 milhões e meio de quilômetros quadrados, com uma concentração maior na superfície litorânea do sul do país, região onde ficam as cidades mais populosas e a capital. Possui o segundo maior IDH do mundo, índice que avalia de maneira comparativa a produção de riqueza, a alfabetização, a educação, a esperança de vida e as taxas de natalidade.

A Austrália configura-se, portanto, como um dos países mais indicados pra quem pretende ter um grande leque de oportunidades culturais e de lazer. Com uma história rica e relevante, as cidades australianas são repletas de museus e casas de cultura, que prometem fazer o intercambista sair de lá ainda mais consciente da importância de abrir a mente para as diferenças culturais. Além disso, o país é referência em esportes aquáticos como o surf, e terrestres como o tradicional críquete.

As cidades mais movimentadas da Austrália são geralmente o endereço mais indicado para quem procura oportunidades de intercâmbios de estudo ou de trabalho. Como toda metrópole, é lá que o estudante conseguirá encontrar diversas oportunidades e opções de cursos, estágios ou trabalhos. Além disso, conseguirá colocar o inglês em prática e aprender ainda mais sobre uma cultura tão diferente e rica como a australiana, podendo vivenciar as possibilidades dos passeios noturnos e da vida australiana cosmopolita.

Um das grandes preocupações de quem procura um local para fazer intercâmbio e praticar o inglês é o clima dos locais em que os cursos e oportunidades são disponibilizados. A maioria dos países de língua inglesa, como Inglaterra e Estados Unidos, possuem um clima extremamente diferente do brasileiro por encontrarem-se em hemisférios distintos. Na Austrália, além de o clima ser bem parecido com o brasileiro, ele é totalmente agradável. As paisagens naturais da flora e fauna australiana são outro atrativo para quem gosta de conhecer lugares novos e inusitados.

O país também se enquadra entre os mais seguros do mundo nos rankings que procuram estimar essa temática, sendo portanto o local ideal para quem precisa estudar e trabalhar ou queira conhecer lugares novos e interessantes sem ter que se preocupar com a carteira e o celular ao andar nas ruas. O policiamento das ruas é extremamente competente, e a relação entre os cidadãos e a polícia é tida como uma das mais respeitosas, sendo admirada em todo o mundo.

Além de todos esses fatores, a Austrália é um país que está à procura de mão de obra especializada para a realização de determinadas funções profissionais, e os brasileiros têm incentivos do governo para a produção intelectual e cultural no país. E aí, está esperando o que pra fazer seu intercâmbio?

Publicado em Austrália, Intercâmbio | Deixar um comentário

10 Dicas para economizar dinheiro no período de intercâmbio

10 Dicas para economizar dinheiro no período de intercâmbio

Sonho de muitos jovens e estudantes, o intercâmbio é sinônimo de aprendizado e a possibilidade de conhecer novos idiomas e culturas. A viagem, porém, envolve gastos com o curso, estadia, alimentação e outros itens do seu dia a dia. Para aproveitar o período com tranquilidade e dentro do orçamento, confira 10 dicas para economizar dinheiro durante sua viagem!

Planejamento

Com base na sua renda mensal é possível realizar um planejamento de gastos que seja compatível. A dica é montar uma tabela separando os itens essenciais dos não essenciais, anotando a quantia que deve sobrar para os casos de emergência ou imprevistos.

Este é um método simples, principalmente para os estudantes que normalmente têm uma quantia menor para ser gasta no local. Vale lembrar que esta tabela pode ser feita antes mesmo de chegar ao destino, a partir do momento em que estão decididos a moradia e a instituição de ensino.

Alimentação

Um dos itens que mais geram gastos para os intercambistas é a alimentação. Uma maneira eficiente de descobrir qual é a quantia média de dinheiro investida e calculando todos os dias, durante uma semana, quais foram os valores dos restaurantes e ingredientes.

Se você está hospedado em uma moradia, é interessante reunir alguns amigos e fazer refeições sem sair de casa, visando a diminuição dos gastos. Com o dinheiro economizado, é possível aproveitar para experimentar sem se preocupar pratos típicos da região, ou dos restaurantes mais famosos.

Outra dica para os estudantes é levar o seu almoço ou lanche para a instituição de ensino, em vez de comprá-los todos os dias. Alguns locais oferecem refeições gratuitamente – porém, há aqueles que não possuem esta vantagem, o que faz os seus gastos aumentarem consideravelmente.

Moradia

Muitas vezes vale a pena investir uma quantia maior em uma moradia que seja perto do local de estudo e/ou trabalho, do que economizar neste quesito e ter de gastar muito mais em transporte. Além disso, é uma garantia de segurança, já que não é necessário se deslocar tanto para chegar aos destinos.

Em todas as situações é importante pesquisar as alternativas de moradia. Para quem procura um intercâmbio universitário, muitas instituições oferecem quartos para os estudantes morarem no próprio campus. Há, também, a possibilidade de ficar em casas de nativos ou dividir apartamento com outros intercambistas.

Transporte

O mais barato é utilizar os transportes públicos locais, que tendem a dar fácil acesso a todas as regiões do local, principalmente quando se trata de grandes cidades e capitais. Além disso, muitos países oferecem uma estrutura excelente para a locomoção de ciclistas, meio de transporte que ajuda o meio ambiente – e também a ter uma vida mais saudável.

Conheça sua região

Para que você consiga encontrar os melhores preços na região onde você mora, o mais indicado é tirar um dia para conhecê-la. Explorar todo o comércio e as opções de serviços a pé é uma das maneiras mais eficazes, permitindo que você encontre boas opções e preços.

Cartões de desconto

Em vários países é possível encontrar cartões de desconto em lojas internacionais, restaurantes e serviços. Esta é uma maneira muito simples de planejar as suas compras sem gastar mais do que o seu orçamento permite, de forma que, a longo prazo, a quantia economizada possa ser investida em outros segmentos.

Além disso, existem os sites de compras coletivas que funcionam em outros países, e podem ajudar. Eles disponibilizam, diariamente, dicas e promoções para que você explore o local sem gastar muito. As grandes redes de supermercados da região também podem oferecer ótimos descontos, sobretudo nas compras online.

Descontos para estudantes

Um dos benefícios de ser estudante – “college student” – é que lojas, mercados e restaurantes situados nos arredores da sua universidade podem ter parcerias com ela, oferecendo a todos os seus alunos descontos e promoções especiais. Por isso, antes de fazer as compras, é importante se informar se a sua instituição possui um acordo com os comércios da região.

Outra maneira é utilizar os cartões de descontos a estudantes internacionais, que também podem ser aceitos em lojas, restaurantes e serviços em geral.

Alternativas

Para manter o orçamento, outra dica, é procurar sempre alternativas mais baratas. Marcas, cafés, restaurantes e mercados que oferecem produtos menos conhecidos – porém com alta qualidade – são benéficos para o seu bolso, se comparados aos demais. Assim, você também pode explorar, experimentar e conhecer novas possibilidades.

Diversão

Os momentos de diversão também devem ser bem planejados para que não haja surpresas indesejáveis e gastos exorbitantes. Se você quer sair com os amigos, vale lembrar que muitos bares e restaurantes oferecem happy hour; portanto, é importante verificar os dias e horários em que ocorrem as promoções.

Antes de sair, pensar na locomoção é essencial. Por isso, obter informações sobre os horários de funcionamento dos trens, metrôs e ônibus da cidade é necessário. Ficar atento ao relógio também, já que aproveitar as últimas viagens dos transportes públicos sai mais barato do que um táxi, por exemplo.

Apenas o necessário

Parece algo clichê mas, durante o intercâmbio, cortar os gastos desnecessários e supérfluos é essencial para que o seu orçamento não fique apertado. Mais do que isso, a economia pode ser decisiva para que, mais tarde, você consiga investir em passeios, conhecer outras regiões ou países próximos durante os dias de folga.

Publicado em Intercâmbio | Deixar um comentário

Férias do Intercâmbio: como aproveitar seu período de férias na Austrália

Férias do Intercâmbio: como aproveitar seu período de férias na Austrália

Fazer um intercâmbio é uma grande experiência que permite entrar em contato com culturas diferentes e muitos novos conhecimentos que acabam sendo extremamente valiosos para a sua visão de mundo ser ampliada. Esses conhecimentos ajudam ainda na formação pessoal e profissional!

Para quem fica longos períodos estudando fora do país, faz parte da experiência também tirar umas férias para aproveitar a localidade. Assim, você pode conhecer mais do lugar onde você está morando, ou até mesmo aproveitar a facilidade de estar em um outro país para visitar seus vizinhos com preços e promoções especiais.

Conheça alguns dos roteiros para aproveitar suas férias na Austrália com mais diversão, conhecendo suas belezas naturais!

Kimberley Canyon

Para quem deseja entrar em contato com a natureza em paisagens belíssimas, o Kimberley Canyon tem uma grandeza surpreendente, com visões compensadoras para quem deseja visitar o local. É possível você ver de lá as grandes cachoeiras King George e Mitchel Falls. Se você deseja uma aventura a mais, é possível contratar um voo de helicóptero para sobrevoar essas áreas, avistando tartarugas marinhas, crocodilos e dugongos.

Sydney

As grandes cidades também têm excelentes opções para as suas férias. Sydney demonstra isso com ótimas praias para quem deseja praticar surfe; além da belíssima Sydney Opera House, que sempre conta com grande programação. Há também os jardins e ilhas portuárias entre suas faixas litorâneas imaculadas.

No Zoológico Taronga, localizado à beira-mar, estão 2900 espécies, nativas ou exóticas, ficando a poucos minutos de balsa de Circular Quay. É possível também acampar no zoológico.

Perth

Outra grande cidade da Austrália, é a única capital que está voltada para o Oceano Índico. Ali estão vários bares e restaurantes da moda, com praias ensolaradas e parques onde o verde é a cor predominante. Se você gosta de um clima mais urbano, também ficará impressionado com os arranha-céus brilhantes e os bairros descolados entre a arquitetura colonial de Perth. Esta cidade está em constante mudança, unindo passado e futuro.

Melbourne

Outra grande cidade, a mais populosa depois de Sydney, oferece diversas opções – até mesmo econômicas. Você pode visitar as galerias de arte espalhadas pela cidade, como a National Gallery of Victoria, ou ainda o Ian Potter Centre, com uma coleção predominantemente australiana. É possível ainda pegar “emprestada” uma das bikes disponíveis gratuitamente pelas ruas da cidade para passear.

Outra tendência são os rooftops. Bares localizados em coberturas, que se tornaram uma tendência em Nova York, oferecem bebidas e drinks interessantes com vistas impressionantes para a cidade.

Publicado em Austrália, Intercâmbio | Deixar um comentário

Intercâmbio: os motivos para fazer

Intercâmbio: os motivos para fazer

O intercâmbio é uma troca de experiências que pode se dar nos âmbitos acadêmicos, culturais ou profissionais, sendo mais comuns para o aprendizado de outros idiomas. São diversas as opções de intercâmbio disponíveis por empresas privadas e até mesmo por programas do governo federal. Basta procurar os melhores preços e programações e saber o que se adequa melhor às suas opções.

O intercâmbio é uma ótima opção para aprender melhor um outro idioma e conhecer novas culturas. É também o sonho de muita gente que pretende ter a experiência de morar fora, conhecer novos lugares e até passear um pouco. A duração dos programas geralmente variam de um mês a um ano e os projetos podem contemplar estudo de idiomas ou cursos profissionalizantes.

Os destinos preferidos dos brasileiros e também de moradores de outras partes do mundo são os países de língua inglesa. Segundo pesquisa realizada pela Associação Brasileira de Organizadores de Viagens Educacionais e Culturais, a Belta, o país com maior número de intercambistas brasileiros é o Canadá, devido aos baixos custos e à facilidade de obtenção do visto. Em segundo lugar aparece os Estados Unidos, seguido por Reino Unido, Austrália, Irlanda, Nova Zelândia e África do Sul.

De acordo com um levantamento feito pela Belta, o mercado de intercâmbio é um dos que tiveram mais expansões no Brasil. A pesquisa aponta que no ano de 2011 foram registradas 215 mil saídas por uma das empresas mais importantes de educação internacional da América Latina. As projeções para os anos subsequentes foram sempre acima de 300 mil saídas, fazendo com que o mercado gere em torno de 2 bilhões de dólares por temporada.

A escolha de fazer intercâmbio é extremamente interessante para os crescimentos pessoal e profissional de um indivíduo. Além de estar em constante aprendizado, podendo escolher entre as mais diversas opções de programas (educacional, cultural ou profissional), o intercambista passa a viver fora de uma realidade roeitneira e passa a conhecer novas culturas, costumes e hábitos.

A experiência de estar imerso em um ambiente completamente diferente do seu é arrebatadora. Depois de aprender sobre outros países e finalmente conhecê-los a fundo, percebemos o quanto é importante essa troca de vivências. Esse tipo de experiência faz o indivíduo tornar-se mais maduro, mais aberto a novos olhares e traz sensações de liberdade, autoconfiança e desapego.

Publicado em Intercâmbio, Sem categoria | Deixar um comentário

Intercâmbio: porque escolher a Austrália

Intercâmbio: porque escolher a Austrália

A Austrália é um dos principais destinos para quem pretende viajar e aprender inglês. Isso porque o país é referência em educação e cultura, além de o turismo ser uma das atividades mais constantes no país. São diversos os cursos que você pode encontrar na Austrália, além da ampla variedade de atividades e atrações culturais nas mais diversas cidades do país.

O país é localizado na Oceania e teve sua colonização iniciada por volta do século XVIII. Era habitada por cerca de 250 nações aborígenes antes da imigração europeia e do início da exploração. A colonização foi majoritariamente feita por holandeses e britânicos e só a partir do século XIX é que os território australianos passaram a ser “autogovernados”.

Por volta do ano de 1901, seis colônias australianas se tornaram independentes e se reuniram para a formação de uma federação, a Comunidade Australiana, um sistema político democrático e liberal de monarquia parlamentarista. A Austrália tem como chefe de Estado o mesmo monarca que rege o Reino Unido e os países da chamada Commonwealth (que reúne países como Austrália, Canadá, Jamaica, Nova Zelândia, entre outros).

Além da rica história, a Austrália é um dos países com o IDH (Índice de Desenvolvimnto Human) mais elevado, com altas expectativas de vida, grande investimento em saúde e educação, e invejável liberdade econômica. Sua capital é Camberra, sendo Sydney a sua cidade mais populosa, com quase 5 milhões de habitantes.

Mas e o intercâmbio? Bem, dito tudo isso sobre a história e as características do país, vamos falar dos principais pontos que levam os interessados em intercâmbio a escolherem a Austrália para viver essa experiência. Segundo os últimos levantamentos feitos, em 2011 o número de intercambistas no país girava em torno de meio milhão de pessoas, de mais de 180 nações distintas.

Em primeiro lugar, o inglês australiano é, muitas vezes considerado o ideal. Ele não é tão “seco” e objetivo quanto o britânico, mas evita as enrolações de língua excessiva dos americanos – por isso, muitos estudantes escolhem alguma cidade australiana para ter mais contato com o idioma. É o único país de língua inglesa que está localizado em uma região de clima mais ameno, diferente dos rigorosos invernos que atingem o hemisfério norte do planeta.

As opções de cursos também são excelentes na Austrália. Desde cursos específicos para a língua inglesa até programas de graduação e pós-graduação, ou projetos de especialização e profissionalização podem ser encontrados no país. A dica é procurar bastante e ser bem objetivo durante a busca, são diversas opções para se adequarem às suas necessidades.

A possibilidade de trabalho é outra vantagem de fazer o intercâmbio na Austrália. O país não é muito barato então a probabilidade de você precisar de um emprego para ajudar a pagar as despesas é grande. A vantagem é o número de ofertas fornecidas a estrangeiros e o fato de que você receberá em dólar e, com o fortalecimento da moeda, perrengues serão quase impossíveis.

A Comunidade Australiana também é conhecida pela facilidade em conceder vistos, principalmente os de turismo. Nos últimos tempos, o país tem tentado modificar a imagem de que suas atrações são apenas as paisagens naturais e os animais típicos para focar na qualidade acadêmica e profissional dos residentes no país. Os cursos de ensino superior e técnico estão com facilitação de entrada e alguns programas já estão sendo negociados com o governo brasileiro.

Além de tudo isso, temos, é claro as paisagens naturais, os pontos turísticos e os animais exóticos exclusivos da Austrália. As praias australianas, os cinemas, os teatros e os zoológicos, além dos parques safari, são pontos essenciais pra quem pretende fazer um intercâmbio não apenas acadêmico, mas também cultural.

O país é o mais indicado pra quem quer ter uma experiência incrível e completa fora do seu país de origem, experimentando novas culturas, conhecendo novos métodos de trabalho e degustando da mescla perfeita entre beleza, lazer, estudos e cultura.

Publicado em Austrália, Intercâmbio | Deixar um comentário

Conheça Lone Pine: o santuário de coalas

Conheça Lone Pine: o santuário de coalas

Fazer um intercâmbio na Austrália proporciona uma série de oportunidades únicas para estudantes. Além de aprimorar a língua inglesa, de realizar cursos específicos para melhorar a carreira acadêmica e profissional, quem estuda na Austrália também tem oportunidades e experiências únicas, seja pelo alto padrão de qualidade de vida de suas modernas e acolhedoras cidades ou mesmo por locais e paisagens únicas e incomparáveis.

Um desses lugares inesquecíveis e incomparáveis é o Lone Pine, maior e mais antigo santuário de coalas do mundo. Saiba mais sobre esse lugar que abriga alguns dos animais mais exóticos da Austrália.

Lone Pine Koala Sanctuary: cara a cara com a natureza selvagem australiana

Localizado na charmosa cidade de Brisbane, no belíssimo estado de Queensland, o Lone Pine Koala Sanctuary funciona desde 1927. Distante apenas 12 quilômetros do centro, esse grande parque aberto à visitação abriga mais de 130 coalas, além de cangurus, ornitorrincos, dingos, aves exóticas, cobras e até demônios-da-tasmânia.

Em seus 18 hectares de área verde, é possível observar de perto a rotina desses animais incríveis e interagir com eles. Logo na entrada, o visitante pode abraçar e tirar foto com um dócil e adorável coala.

Por se tratar de uma reserva de preservação, cada coala só permanece em contato direto com o público por cerca de 30 minutos. Em seguida, eles voltam a desfrutar de suas árvores e tocas, soltos pelo parque à vista do todos.

Quem também fica solto pelo parque e pode ser alimentado pelos visitantes são os cangurus. Simpáticos e alegres, os animais-símbolo de Austrália adoram a ração especial que pode ser adquirida na recepção do parque, e rapidamente se juntam às pessoas para saborear sua refeição.

Uma dica para interagir com os cangurus é chegar cedo, já que durante à tarde eles já comeram tanto que acabam perdendo o interesse pelo lanche.

Durante todo o dia, há uma série de apresentações sobre a biologia local. Instrutores apresentam animais como serpentes e outros animais exóticos, palestrando sobre seus hábitos e particularidades. É uma excelente chance para quem quer praticar ainda mais o inglês e aprender sobre uma das faunas mais diferentes do mundo.

Há uma lagoa especialmente planejada para o ornitorrinco, um dos animais mais exóticos do mundo: um raríssimo mamífero que bota ovos. O único outro mamífero capaz de fazer o mesmo, a equidna, também está no Lone Pine, assim como belíssimas aves coloridas, lagartos, morcegos, wombats e outros animais que só habitam a Oceania.

O parque funciona diariamente, abrindo às 9h e encerrando suas atividades às 17h. Lá, o visitante encontra wi-fi grátis e computadores em sua lanchonete. Pode acessar o local via transporte público, automóvel, ou tomar uma balsa que atravessa o rio Brisbane.

Com toda a certeza, visitar o Lone Pine será um passeio inesquecível para quem estuda na Austrália e ama a natureza.

Publicado em Austrália | Deixar um comentário

As 7 praias mais bonitas para visitar na Austrália

As 7 praias mais bonitas para visitar na Austrália

A Austrália é um dos países mais desenvolvidos do mundo e recebe um grande número de turistas anualmente. As paisagens australianas chamam a atenção pela beleza e características únicas, sendo apreciadas tanto por quem quer tranquilidade quanto por aqueles que buscam aventura.

O país tem um clima parecido com o do Brasil e conta com lindas praias, florestas e projetos arquitetônicos fascinantes nas metrópoles. Para quem pretende passar as férias na Austrália ou quer fazer passeios durante o intercâmbio de estudo ou trabalho, selecionamos as praias mais bonitas da região. Confira:

Whitehaven Beach – Queensland

Esta praia é considerada por turistas como uma das mais bonitas do mundo. Whitehaven Beach é um parque nacional protegido e apresenta paisagens fascinantes. A areia é branca e a maré é bem movimentada. Para chegar nela, é preciso fazer uma trilha em uma pequena floresta, ou seja, mais uma aventura para a sua lista de passeios.

Wineglass Bay – Tasmânia

O mar cor de safira surpreende qualquer visitante que passa por Wineglass Bay. A praia tem um formato curvo e é perfeita para caminhada, pesca, caiaque em alto-mar ou simplesmente para apreciar a linda vista litorânea. Localizada na Tasmânia, essa praia é uma das opções mais procuradas para lua de mel de casais que gostam de relaxar e curtir a nova fase de vida em um ambiente mais isolado.

Bondi Beach – Sydney

A Bondi Beach fica localizada na região metropolitana de Sydney, permitindo fácil acesso. Ela é um dos cartões-postais da cidade e recebe milhares de turistas durante o ano todo.

Doze Apóstolos – Melbourne

Respire fundo, sinta a brisa do mar e relaxe com a fascinante paisagem de Doze Apóstolos. Cinco minutos nesse local com certeza farão com que os problemas sumam da sua mente Não é exagero, o barulho do mar batendo de encontro às colunas é totalmente revigorante.

Gold Coast – Queensland

Gold Coast é um dos destinos mais procurados por surfistas na Austrália. O nome já diz tudo: é o melhor local para pegar ondas e praticar outros esportes radicais. Mundialmente conhecida como o “paraíso dos surfistas”, a cidade também é conhecida por animadas casas noturnas e parques temáticos.

Palm Beach – Sydney

Palm Beach é um lugar extremamente badalado, cheio de restaurantes e butiques de grifes exclusivas. Na praia, você pode praticar mergulho, pesca, iatismo e caiaque, além de apreciar a bela paisagem da costa.

Byron Bay – Nova Gales do Sul

Este é um dos lugares mais calmos da Austrália. Se você procura momentos de paz, essa é a escolha ideal, pois é possível apreciar o pôr do sol e, ao mesmo tempo, praticar aulas de ioga à beira mar. Outra dica para os visitantes é a gastronomia, com pratos exóticos, sofisticados e deliciosos.

Publicado em Austrália, Dicas, Sem categoria | Deixar um comentário

5 dicas para organizar financeiramente o seu intercâmbio

5 dicas para organizar financeiramente o seu intercâmbio

Sonho de grande parte dos estudantes, fazer intercâmbio está cada vez mais fácil por causa das parcerias entre os governos de diferentes países. No entanto, o custo para se manter no destino é um dos fatores decisivos. Algumas medidas podem ajudar nesse momento, como fazer um planejamento financeiro. Confira dicas para se preparar para o intercâmbio e realizar a viagem dos sonhos:

Vida financeira

Antes de começar a pensar em um intercâmbio, é preciso considerar a sua renda e observar se há dívidas pendentes. Quando tudo estiver pago, vale a pena organizar uma planilha de gastos para verificar quais deles podem ser cortados. Esse controle ajudará a ter uma visão ampla do quanto pode economizar e, portanto, é bastante útil, especialmente para quem não tem ideia de quanto juntar por mês.

Caso não seja adepto de planilhas, utilize aplicativos no celular. O importante é analisar as entradas e as saídas do dinheiro, assim saberá exatamente o tipo de viagem que poderá realizar. Além do curso em si, o estudante deve levar em consideração a hospedagem, a alimentação, os passeios e, claro, o tempo de estadia. Se quiser fazer o intercâmbio no próximo ano ou ficar um longo período no exterior, será necessário cortar alguns gastos e pensar em formas de conseguir mais dinheiro, como trabalhar nos finais de semana ou fazer atividades como freelancer para outras empresas.

Antecedência

É mais fácil juntar dinheiro ao longo dos meses do que de uma só vez. Pensando nisso, vale mais a pena guardar uma quantia razoável antecipadamente. Além disso, fechar um pacote meses antes pode garantir um bom desconto e até a possibilidade de parcelar o intercâmbio em valores fixos. Ter dinheiro suficiente para aproveitar o local também facilita a realização de uma viagem mais tranquila, sem pensar em dívidas posteriores.

Escolha do destino

Sabendo o quanto você pode gastar no intercâmbio, é fácil e seguro escolher o destino, o período e o tipo de viagem. Atualmente, existem pacotes para todos os bolsos e até a opção de trabalhar no exterior, dependendo do nível de idioma e da idade do turista.

A Australian Centre te ajuda a encontrar o melhor pacote para a Oceania, tendo em vista o seu orçamento e objetivos. Algumas cidades possuem custo de vida menor do que outras, além disso, você pode dividir o quarto e ficar em uma hospedagem estudantil, caso queira economizar.

Poupança

Com a viagem em vista, é chegada a hora de fazer uma poupança para aproveitar melhor a viagem. Se possível, faça uma poupança pré-agendada, isto é, quando o banco retira da conta corrente uma quantia determinada e a coloca automaticamente na poupança. Isso te ajudará a evitar esquecimentos e a criar o hábito de poupar sempre.

Como o valor entre as moedas oscilam frequentemente, é importante fazer uma reserva quando o real estiver favorável. O dólar americano, por exemplo, chegou a custar mais de R$ 4 em 2015, mas depois o valor caiu. Quando a moeda do destino está em queda, é uma excelente época para comprá-la e cobrir os primeiros gastos da viagem.

Cartão pré-pago

O cartão de crédito, apesar de ser um aliado, pode encarecer a viagem, pois a cotação acontece no dia do fechamento da fatura, além de ter taxas especiais. Isso quer dizer que o valor pago no momento da compra pode não ser o mesmo no vencimento da fatura caso a moeda sofra uma variação.

Por outro lado, no cartão pré-pago, o usuário compra créditos já na moeda de destino e pode fazer pagamentos em débito, transações virtuais e saques. Mais seguro do que carregar as notas vivas, o cartão pré-pago é uma alternativa para economizar e ter mais controle financeiro em outro país.

Publicado em Dicas, Intercâmbio | Deixar um comentário

Passeios imperdíveis para fazer durante o intercâmbio na Austrália

Passeios imperdíveis para fazer durante o intercâmbio na Austrália

A Austrália é um dos países mais procurados por estudantes que querem fazer um intercâmbio por seu reconhecimento internacional e instituições de ensino altamente qualificadas para quem deseja se profissionalizar.

Em um país diferente você pode conhecer novas pessoas, culturas e lugares que vão fazer dessa experiência de vida um momento inesquecível. A Austrália é extremamente acolhedora com os estrangeiros, principalmente os brasileiros, que já compõem uma grande parcela de moradores que se mudam a trabalho e constroem suas famílias no país.

Depois de organizar e escolher a escola, a moradia e a data da passagem, o melhor é procurar alguns lugares para você se divertir quando tiver um tempo livre dos estudos. Listamos abaixo alguns dos pontos turísticos mais visitados na Austrália:

Sydney

A cidade mais populosa da Austrália conta com paisagens belíssimas e projetos arquitetônicos incríveis. Quem pretende visitar Sidney precisa conhecer o cartão-postal da metrópole, a Sydney Harbour Bridge, construída em 1932.

Localizada perto da ponte Harbour, a Sydney Opera House é a casa de espetáculos mais conhecida da cidade, dando um show de beleza com sua arquitetura ousada. Também vale a pena conhecer a praia localizada ao sul, a Bondi Beach, que é a mais visitada pelos turistas em Sydney no verão e ótima para quem gosta de surfar.

Tasmânia

Quem gosta de aventuras vai se apaixonar pela Tasmânia. Localizada a 240 km da costa sudeste da Austrália Continental, esse estado é repleto de florestas e cachoeiras consideradas surreais pela sua beleza. É possível fazer trilhas e conhecer uma fauna nunca vista em nenhum lugar do mundo no parque nacional Cradle Mountain-Lake St. Clair, que também abriga as principais espécies da flora local. A Tasmânia ainda é repleta de museus e praias deslumbrantes que conquistam qualquer visitante.

Fraser Island

Um dos lugares mais indicados na Austrália para visitar é a famosa Fraser Island. A região conta com paisagens surpreendentes por todos os lados e é repleta de trilhas, lagoas cristalinas e piscinas naturais. O Lake Mckenzie é o lugar mais famoso para aproveitar as águas calmas e areia banca. É um espetáculo de praia e conta um por do sol magnífico.

Zoológicos australianos

A Austrália conta com muitos zoológicos em diferentes regiões. Os animais típicos do país, como os coalas e os famosos cangurus, são atrações tradicionais para os visitantes. Vale a pena conferir o zoológico mais próximo do local onde você está fazendo intercâmbio, pois vários deles oferecem passeios inesquecíveis e educativos.

Publicado em Austrália, Dicas, Intercâmbio | Deixar um comentário