Ciências sem fronteiras: como se adaptar à nova realidade

Quem viaja para fora do país busca experiências e um amadurecimento que apenas a vivência internacional pode proporcionar. Lá fora, o idioma estrangeiro é aprimorado a cada dia e as mais diferentes situações e desafios são encarados, principalmente no que se refere à educação e à experiência profissional.

Ciência sem Fronteiras

Por isso, o Governo Federal criou o Ciência Sem Fronteiras. Desenvolvido para conceder bolsas aos estudantes de ensino superior, o programa pretende melhorar a educação e o currículo dos futuros profissionais. Afinal, a bagagem cultural de quem morou fora do país conta muitos pontos para as empresas.

Caso tenha sido selecionado para o Ciência Sem Fronteiras, comemore! A sua vida mudará para sempre.

E agora?

É comum ter diversas dúvidas sobre o período de intercâmbio, como a qualidade do curso, o bairro em que morará e o estilo de vida das pessoas. Então, antes de arrumar as malas, procure na internet outros intercambistas que tenham ido para o mesmo país e chegue bem informado.

Rotina x novidades

Ao pisar em solo estrangeiro, você já sentirá na pele as mudanças. O idioma com sotaque, o fuso horário e o clima serão as primeiras novidades a serem notadas. Mas fique calmo: mesmo que leve algum tempo, o seu corpo vai se adaptar e você poderá aproveitar ao máximo sua viagem.

Comunicação

A melhor maneira de se comunicar é falando. Se o seu colega falar rápido demais, peça para que ele seja mais claro. Os estrangeiros entenderão as suas dificuldades, afinal, são eles que te ajudarão a encarar o novo país. Então, perca seus medos e faça boas amizades!

Fuso horário

Em relação ao fuso horário, há pouco o que ser feito, pois apenas os dias farão seu corpo se acostumar. No entanto, se a sua dificuldade for na hora de dormir, organize esse momento. Tome um chá antes de se deitar e crie um ambiente tranquilo para o organismo desacelerar.

Saudades

Talvez o sentimento mais complicado. Ainda bem que agora temos a internet e o celular para diminuir as distâncias, então, por isso, se desligue do país de origem e mergulhe na nova rotina. Os seus amigos e familiares ficarão mais felizes se souberem que você está bem, aproveitando ao máximo o Ciência sem Fronteiras.

Mail