Como uma agência pode te ajudar a conseguir emprego no exterior?

Você sonha em ter uma experiência internacional? Então, está na hora de planejar o seu intercâmbio! Mas não fique com medo se tiver muitas perguntas ainda sem resposta na cabeça, pois neste texto você descobre como uma agência pode te ajudar a encontrar um emprego no exterior.

Além do auxílio na adequação do currículo para os moldes do país de destino, do acesso aS vagas de emprego e das dicas e informações úteis a respeito da documentação necessária, uma agência ainda pode auxiliar na adaptação à nova rotina, com workshops e suporte de representantes locais. Quer entender melhor sobre o assunto? Continue lendo!

Por que escolher uma agência com sede no país de destino?

Antes de tudo, certifique-se de que a agência com a qual você está negociando tem sede no país, pois isso vai ajudá-lo na busca por um emprego! E quer saber por quê? Agências que estão sediadas em países como a Austrália, destino campeão entre brasileiros que querem dar um up no inglês e conseguir trabalho fora, têm mais contato com a realidade estrangeira e podem ajudar os intercambistas com questões burocráticas e a ter um currículo internacional.

Além disso, contratar uma agência de intercâmbio especializada no destino é a forma mais segura de ter tudo que você precisa em menos tempo. Pois o contrato inclui um pacote com passagens aéreas, acomodação, seguro-saúde, escola, entre outras coisas indispensáveis para que a sua viagem seja um sucesso.

Isso sem falar da expertise que os consultores que já moram no destino têm e que, com certeza, vai te ajudar muito nessa nova experiência.

Bom, agora que esclarecemos esse ponto, continue a leitura e veja como uma agência pode te ajudar no momento de conseguir um emprego no exterior!

Ajuda com o visto e demais burocracias

Não basta estar decidido a fazer intercâmbio, é preciso estar munido de todas as informações para tirar o seu sonho do papel. Um dos primeiros impasses que o intercambista enfrenta antes de viajar é o visto. Esse documento é indispensável para brasileiros que querem estudar e trabalhar em países como a Austrália e a Nova Zelândia, por exemplo.

Mas há detalhes nos quais você deve prestar atenção e com os quais uma agência pode ajudá-lo a resolver facilmente. Para ingressar nos países da Oceania, o brasileiro pode requerer um visto de estudante, com permissão de trabalho paralelo aos estudos e, com isso, conseguir se dedicar aos estudos e ainda ter uma grana extra.

Atualmente, o visto de estudante é um dos mais requisitados por brasileiros que vão à Oceania, pois ele permite que o aluno, além de estar matriculado em um curso (seja de idioma, graduação ou pós), também se dedique a uma atividade remunerada — na Austrália, por 40 h quinzenais e na Nova Zelândia por 20 h semanais.

O visto é o que vai garantir a você trabalhar legalmente no exterior (com uma permissão de emprego e um limite de horas) e, com a ajuda de uma agência de intercâmbio especializada, fica muito mais fácil organizar sua documentação.

Auxílio na adaptação do currículo

Se você quer mesmo causar uma boa impressão ao seu futuro chefe, invista no seu currículo! O CV é o primeiro contato com o seu empregador, mas é preciso estar atento para não cair em ciladas. Na Oceania, por exemplo, há algumas questões que se diferem do Brasil quando o assunto é emprego, a começar pelo que você coloca no seu currículo.

Em países como a Austrália e a Nova Zelândia, é importante que você prepare currículos específicos para a vaga almejada. Outra coisa: é essencial ser franco no currículo! Se você não tem um nível avançado em inglês, não minta informando que é fluente nesse idioma ou que tem experiência prévia no Brasil na função que está pleiteando.

Mas fique calmo! Uma agência de intercâmbio com suporte no país de destino pode ajudar você com isso, pois conta com profissionais dedicados que dominam o cenário profissional no exterior. Geralmente, oferecem workshops para os alunos que querem ter mais chance de conseguir uma contratação e começar a ganhar uma renda extra no exterior!

E por que esses workshops são importantes? No caso da Austrália, o intercambista deve ter certificados específicos para trabalhar em algumas áreas. O RSA (Responsible Service Alcohol) que permite que você trabalhe com venda de bebidas alcoólicas e o Senior First Aid, para aprender os primeiros socorros quando ocupar uma função que lide com crianças e idosos.

Além disso, esse tipo de agência oferece, ainda, dicas para obter um emprego nos países da Oceania e dá suporte para o jovem elaborar uma versão em inglês do seu currículo. Porém, é necessário que você saiba que, em geral, é comum que o primeiro emprego do intercambista no exterior seja em hotéis, restaurantes e cafés.

Acesso mais facilitado às vagas disponíveis

Como você já sabe, uma agência de intercâmbio conta com profissionais treinados para tornar a sua experiência internacional algo incrível! Além disso, se você está focado em ter um emprego fora, essas empresas podem oferecer dicas que vão te colocar mais próximo do empregador.

Algumas, por exemplo, contam com publicações atualizadas de vagas de emprego na Oceania em suas redes sociais! Por isso, se você já quer sair do Brasil com uma expectativa mais real de trabalho, que tal verificar as vagas atuais na sua área ou em outras habilidades que você pode desenvolver no exterior? Isso já te dá uma vantagem incrível!

Conforme você viu, uma agência de intercâmbio com sede no local é indispensável para aumentar a sua probabilidade de conseguir um emprego no exterior. A adaptação do seu currículo para o inglês e a realização de cursos específicos ajudará você a ter chances de trabalhar no exterior! Por isso, esteja atento para fazer negócio com a melhor agência e transformar o seu sonho em realidade!

Você já entendeu por que uma agência pode revolucionar o seu intercâmbio, certo? Tem alguma dúvida ou quer mais informações? Entre em contato conosco, ficaremos felizes em ajudar!

Mail