Conheça 5 opções de trabalho na Austrália

Com o Brasil passando por momentos difíceis nos últimos anos, os jovens profissionais cada dia mais buscam maneiras de evoluir na carreira para alcançar os seus sonhos. Um dos principais objetivos dos brasileiros tem sido fazer um intercâmbio na Austrália, país muito aberto aos estudantes de todo o mundo e com centenas de instituições de ensino com alto grau de excelência.

Outro grande atrativo desse país da Oceania é a possibilidade de o estudante poder trabalhar legalmente. O visto de estudante é o mais comum para quem vai fazer um intercâmbio e permite ter um emprego por até 40 horas quinzenais.

Essa “grana extra” pode ajudar você a se manter na Austrália, e a experiência profissional vai abrir um mundo de contatos e possibilidades para o futuro. Estudar e trabalhar em outro país ainda faz você desenvolver as suas habilidades, além de ser uma grande chance de aprendizado para a vida.

Mas quais são as opções de trabalho na Austrália? Qual visto é o mais adequado para esse fim? Existe descriminação por ter um “subemprego”? Continue lendo este post e descubra as respostas para todas essas perguntas!

Principais opções de trabalho na Austrália

Antes de mais nada, é bom esclarecer que na Austrália todas as pessoas são tratadas como iguais. E isso se estende ao ambiente de trabalho no país: todas as profissões são respeitadas e não existe nenhum preconceito com o seu emprego, seja você médico, lavador de pratos, engenheiro, babá ou auxiliar de limpeza.

Aqui no Brasil, muita gente tem uma ideia equivocada sobre alguns tipos de funções que não exigem uma formação acadêmica. Na Austrália isso não existe! Então quando for procurar emprego por lá, vá com a cabeça aberta e com a certeza de que todo trabalho é digno.

Esse tipo de pensamento, de valorizar todas as funções, também é comum em outros países desenvolvidos, como a Dinamarca, a Suécia e o Japão. Isso significa que, além do respeito da sociedade, os trabalhadores recebem uma remuneração parecida em qualquer ramo de atuação.

Agora que esclarecemos esse ponto, veja, abaixo, 5 opções de trabalho comuns para estudantes na Austrália:

1. Auxiliar de limpeza

O cleaner, ou auxiliar de limpeza, é alguém que limpa ambientes, como salas, residências, escritórios, lojas e todo tipo de lugar que precisa de uma boa faxina. É um dos trabalhos mais comuns para estudantes na Austrália, inclusive dos jovens locais.

É necessário ter disposição, porque às vezes o trabalho pode ser pesado. Você não precisa ter experiência profissional para atuar nessa função, mas ganha pontos nas entrevistas se disser que está acostumado a limpar a própria casa, por exemplo. 

2. Atendente e auxiliar de serviços de entretenimento

Nos meses mais quentes do ano (entre novembro e abril), muitas vagas ficam disponíveis em restaurantes, bares, hotéis, clubes, cafés, baladas e similares. O tipo de função em que você vai trabalhar depende bastante do nível do seu inglês, pois algumas posições dependem de contato frequente com outras pessoas, como superiores e clientes.

Muitos brasileiros, tanto homens quanto mulheres, conseguem boas vagas nesses locais como garçom, barman, recepcionista, lavador de pratos e afins. Os contratantes sabem que, na maioria das vezes, os estudantes disponíveis para trabalhar não têm experiência prévia nas funções. Contudo, nem sempre isso é um problema.

Os estabelecimentos costumam dar treinamento para os novatos, mas também vai muito da sua vontade de aprender, que tem que ser enorme. Quem vai trabalhar com bebidas alcoólicas precisa fazer um curso especial para essa função.

3. Atendente de loja ou supermercado

Outro emprego buscado por brasileiros é para trabalhar em lojas e supermercados na Austrália. Dependendo da sua fluência no inglês, você pode atuar como operador de caixa, vendedor, repositor de estoque e muitas outras funções.

Alguma experiência prévia para esse tipo de função pode ajudar a conseguir uma boa vaga de emprego, no entanto a sua capacidade de se comunicar com as pessoas é que vai definir se você está apto ou não para este serviço.

4. Babá

Um serviço bastante comum para estudantes estrangeiros na Austrália é o de babá. Quem decide cuidar de crianças deve gostar bastante dos pequenos e, acima de tudo, ter muita paciência com eles.

Em geral, você vai trabalhar numa casa de família para cuidar de menores de idade por um período de tempo. Lembre-se: o visto para estudante dá direito a trabalhar apenas 40 horas quinzenais.

As tarefas são simples, mas requerem muito cuidado e carinho, como alimentar, cuidar da higiene e do bem-estar e até brincar com a criançada.

5. Operário de obra

Esse é um trabalho um pouco mais pesado, que pode incluir carregar materiais de um ponto a outro, quebrar paredes com uma marreta, cortar madeira ou revestimentos e tudo mais que for relacionado a uma obra.

Nesse tipo de emprego é possível atuar como pintor, vidraceiro, instalador de carpete, limpador de calhas, restaurador de telhados, aplicador de gesso, encanador, serralheiro e muitas outras funções.

As empresas de construção sempre estão a procura de jovens com disposição para encarar reformas de edifícios residenciais e comerciais.

Formas de conseguir um visto de trabalho na Austrália

Como mostramos, o leque de empregos para estudantes na Austrália é variado — dá até para escolher onde quer trabalhar. No entanto, uma coisa é comum em todos os trabalhos: tem que encarar a sua função com seriedade, lembrando que você está ali para aprender e crescer na vida.

O visto de estudante é o usado por quem faz intercâmbio, e a sua classificação varia conforme o curso que será frequentado. Essa autorização de entrada na Austrália ainda permite que você trabalhe por até 40 horas quinzenais.

Por exemplo: você vai fazer um curso de inglês por um ano e quer trabalhar como atendente de supermercado para treinar o idioma. O visto de estudante vai autorizar a sua permanência na Austrália para assistir às aulas, além de permitir que você busque a vaga de emprego desejada.

Ou seja, você pode trabalhar onde quiser, desde que a carga horária não ultrapasse o limite de 40 horas quinzenais e você atenda às exigências do cargo. Existem agências de emprego do governo da Austrália que ajudam a buscar uma colocação. Outra maneira é por indicação ou ir de empresa em empresa procurando por trabalho.

Ah, e é bom ressaltar que, com a ajuda de uma agência de intercâmbio especializada, além de escolher o curso que atende às suas expectativas (fluência em inglês, graduação, pós-graduação ou cursos de especialização em diversas áreas), você ainda pode receber dicas valiosas para conseguir uma boa vaga de trabalho.

Com a matrícula feita em uma instituição de ensino, você vai receber uma carta que o convida para estudar na Austrália. Depois, é necessário dar entrada no pedido do visto que atenda aos seus objetivos.

Os documentos que o estudante terá que apresentar varia em cada caso. A representação da Austrália no Brasil pode pedir comprovantes de renda, que garantam a disponibilidade de AU$ 1.653,00 por mês de estadia no país.

Existem outros tipos de visto para passar um tempo na Austrália, como o que permite viajar, trabalhar e estudar em um período de um ano. Porém, infelizmente, esse tipo de autorização não está disponível para o passaporte brasileiro.

A Austrália também relaciona todos os anos as áreas que apresentam demanda de profissionais, inclusive estrangeiros. Essas vagas são para especialistas em determinados setores, como engenharia, medicina, arquitetura e tecnologia, por exemplo.

Porém, para concorrer a um visto desses, o candidato tem que ser muito qualificado na função e falar inglês com fluência. Antes de ser contratado, o candidato também será testado várias vezes.

E aí, pronto para embarcar na experiência mais marcante da sua vida? Fazer um intercâmbio na Oceania vai abrir os seus horizontes, além de ser uma grande aventura em busca do crescimento pessoal.

Agora que você já conhece algumas opções de trabalho na Austrália, siga a gente no Facebook e no Instagram e fique por dentro de tudo o que é necessário para fazer um intercâmbio!

Mail