Intercâmbio na Austrália: como se preparar para essa aventura

A experiência de viver fora do país é cada vez mais desejada, seja como uma oportunidade de aprendizagem ou um diferencial no currículo. Nesse cenário, um intercâmbio na Austrália torna-se uma das melhores opções para estudantes de todo o mundo, por vários motivos.

Se você sonha em realizar um curso em terras australianas, veio ao lugar certo! A seguir, apresentamos tudo o que você precisa saber antes de embarcar para essa viagem que vai mudar a sua vida. Confira!

Afinal, por que escolher a Austrália como destino de intercâmbio?

Há vários motivos para escolher a Austrália. Quem já fez intercâmbio no país sabe que se trata de um lugar encantador, com diversos atrativos e possibilidades.

Atrativos da Austrália

Morar no exterior pode parecer desafiador nos primeiros dias, mas não se preocupe: os australianos são muito receptivos. O acolhimento local faz qualquer um que vai viver na Austrália se sentir em casa. Por isso, trata-se de uma oportunidade única para conhecer outras culturas e praticar o inglês!

Ao morar na Austrália, você aproveita uma ótima qualidade de vida. Não por acaso, a Austrália aparece em 3º lugar no ranking de melhores países do mundo para se viver, divulgado pela “Organisation for Economic Co-operation and Development”.

Além disso, o país se destaca pelos excelentes cursos, sejam específicos para a língua inglesa, de graduação, pós-graduação, especialização ou técnico. Ademais, é importante saber: caso tenha interesse em conseguir um trabalho na Austrália, o país é um dos poucos que permitem exercer atividades remuneradas durante o período de intercâmbio.

Cultura australiana

Outro ponto a favor da Austrália é o seu multiculturalismo. O país é muito diversificado em termos de estilo de vida, arte e culinária. Parte disso tem a ver com sua extensão continental, mas também com sua população: mais de 20% das pessoas que vivem na Austrália são estrangeiros.

A cultura local é uma vibrante mistura entre a tradição dos aborígenes, povos de origem pré-histórica, e dos ingleses, que colonizaram o país nos séculos 18 e 19. Isso sem falar das contribuições de estrangeiros de diversos países, como italianos e chineses.

Uma boa maneira de conhecer a cultura da Austrália é participar de suas tradicionais festas, como a Australian Day, o Surfers Paradise Festival e o National Multicultural Festival.

Geografia

A Austrália é o sexto maior país do mundo, e sua população é de 24 milhões de pessoas. Nessa ampla área, cujo clima predominante é o temperado, o que não faltam são belezas naturais para você conhecer!

As paisagens da Austrália são conhecidas no mundo todo. Praias paradisíacas, florestas tropicais, montanhas exuberantes, lagos e desertos que devem ser visitados, de preferência, de acordo com as estações do ano.

Vale destacar também a fauna e a flora, que não são encontradas em nenhuma outra parte do planeta. Assim, são muito famosas plantas como a willow myrtle e animais como o canguru, o coala e o ornitorrinco.

Como morar na Austrália?

A Austrália é um país fascinante, mas ainda pouco conhecido por boa parte dos brasileiros. Para começar a descobrir o que aguarda você nessa aventura, vamos conferir primeiro como é a questão dos vistos para morar no país.

Visto: como tirar?

Antes de embarcar para viver uma experiência única na Austrália, é preciso tirar um visto. O processo para conseguir o documento é feito online, pelo site da Embaixada da Austrália. Porém, como são muitas modalidades, documentos e formulários para serem devidamente preenchidos, o mais indicado é contar com a orientação profissional de uma agência de intercâmbio.

Há diferentes tipos de visto para a Austrália:

  • Trabalho e Férias;
  • Turista/Visitante;
  • Estudante;
  • Negócios;
  • Treinamento e Pesquisa;
  • Trabalho Temporário;
  • Trânsito;
  • Tratamento Médico.

No caso de intercambistas, são duas opções: o visto de Turista ou o de Estudante. Se o seu curso na Austrália vai durar até 12 semanas, você pode solicitar o primeiro; se vai ficar mais tempo, é necessário requerer o de Estudante. Vamos, então, descobrir como tirar esses dois vistos!

Visto de Turista

Esse visto é voltado principalmente para quem viaja a lazer, para férias, visita a familiares e amigos, razões sociais ou atividades a curto prazo (desde que não sejam negócios). O visto de turista serve também para intercambistas que vão realizar cursos de até 12 semanas na Austrália. Com este visto, não é permitido exercer atividades remuneradas durante a sua permanência no país.

Visto de Estudante

Se o seu curso na Austrália vai durar 14 semanas ou mais, o visto certo para você é o de Estudante. Nesse caso, é permitido trabalhar por até 40 horas por quinzena durante o período de aulas e sem limitações de horas nas férias e breaks escolares.

O tempo de validade do visto variará conforme a duração do curso, seja inglês, técnico, graduação ou pós-graduação. E, geralmente, a Imigração concede um período extra de permanência no país após a conclusão do curso, em torno de 4 semanas.

Para solicitar o visto de estudante para Austrália é importante justificar o motivo da sua viagem ao país, apresentar comprovações do curso que irá realizar, que possui recursos financeiros para se manter no país durante o tempo do seu visto e que tem intenções de retorno ao Brasil após o término do programa.

Veja mais detalhes sobre os vistos para Austrália nesse post!

Você pode contar com o suporte de uma agência de intercâmbio para assessorá-lo na aplicação do seu visto. Isso ajudará você a ter mais tranquilidade nessa importante etapa da organização do seu intercâmbio.

Cidades mais procuradas

São diversas as possibilidades de destinos na Austrália. Para que você não fique na dúvida sobre qual cidade escolher, separamos aquelas que são as mais procuradas por estudantes. Confira!

Melbourne

Capital do estado de Victoria, trata-se da 2ª maior cidade da Austrália, com cerca de 4 milhões de habitantes. De clima mais ameno, Melbourne é multicultural e cosmopolita, e já ganhou sete vezes seguidas o título da revista “The Economist” de melhor cidade do mundo para se viver.

O sistema educacional da cidade é de referência no mundo todo, com ótimas universidades e escolas de idiomas. Estima-se que haja em torno de 270 mil universitários em Melbourne — dos quais, 91 mil são de fora do país.

Sydney

Sydney é a mais conhecida e mais importante cidade da Austrália — muitos até se enganam, acreditando se tratar da capital do país (que, na verdade, é Camberra). Com 5 milhões de habitantes, é famosa tanto pelo seu hibridismo cultural quanto pela beleza de suas atrações turísticas.

A cidade abriga cinco universidades e cerca de 230 mil universitários — dos quais, quase 50 mil são estrangeiros. A High School e as escolas de idioma também estão entre as melhores do país. Há cursos de todos os tipos, basta escolher o que é mais interessante para você!

Perth

Capital de Western Australia, estado que mais cresce economicamente no país, Perth tem quase 2 milhões de habitantes. Relativamente pequena em relação a outras capitais, ainda assim apresenta uma vida agitada e é uma boa para quem quer curtir o mar.

Mesmo não sendo muito grande, Perth conta com nada menos que quatro ótimas universidades e uma gama variada de cursos. Pode ser o destino ideal para você!

Brisbane

Terceira maior cidade da Austrália, Brisbane é um centro multicultural inclusivo e próspero, sendo atualmente a cidade com maior taxa crescimento no país.

Apesar de não ser uma cidade litorânea, ela conta com uma belíssima e equipada praia artificial ao longo do Rio Brisbane. A cidade ainda é repleta de atrativos naturais, como parques e reservas florestais e oferece ainda mais 283 dias de sol ao ano para que seus visitantes e moradores possam aproveitá-la ao máximo.

Gold Coast

Gold Coast é outro destino muito procurado por intercambistas. É mundialmente conhecida por sediar eventos de surfe. Atualmente, tem em torno de 500 mil habitantes.

A cidade é sede dos campus da CQ University e da Southern Cross University. Além disso, tem o maior campus da Griffith University e é a casa da Bond University.

Adelaide

Qualidade de vida, segurança, organização, belezas naturais: tudo isso faz de Adelaide uma excelente cidade para se viver. Localizada em South Australia, é conhecida no mundo todo por suas lindas praias.

Além disso, é bastante procurada por intercambistas por conciliar excelência no ensino e baixos custos de habitação. Há um bom número de estudantes de outros países em Adelaide, em diversos programas diferentes.

Quais são os tipos de intercâmbio disponíveis na Austrália?

Há diversas modalidades de intercâmbio na Austrália, que atendem estudantes com diferentes perfis, objetivos, necessidades e interesses. Vamos conhecer melhor cada tipo?

Cursos de inglês

Não há melhor maneira de aprender inglês do que vivenciá-lo diariamente, e a Austrália é um dos melhores destinos nesse sentido. Conforme o seu interesse e nível, são várias as possibilidades de cursos que podem ser feitos no país.

General English

O curso de Inglês Geral não tem pré-requisitos, e por isso aceita estudantes tanto de níveis básicos quanto avançados. Uma de suas vantagens é ser bastante flexível: as aulas se iniciam toda semana e o aluno define quantas semanas quer estudar.

IELTS Preparation

Esse curso prepara o estudante para o International English Language Testing System (IELTS). O aluno tem a oportunidade de melhorar suas habilidades em quesitos como conversação, compreensão e redação de texto, fluência oral e vocabulário. Além disso, pode se familiarizar com a estrutura da prova e o tipo de conteúdo cobrado. Esse exame é muito requisitado para quem deseja estudar em uma universidade ou escola técnica na Austrália.

Cambridge Preparation 

Assim como o IELTS, os exames de Cambridge são aceitos como comprovante de proficiência em vários lugares do mundo, desde cursos técnicos até pós-graduações. Por meio do Cambridge Preparation, o candidato pode aprimorar seus conhecimentos no inglês e se familiarizar com o modelo da prova.

Teaching English to Speakers of Other Languages (TESOL)

O TESOL é um curso que capacita professores para o ensino do inglês. Com diversos focos possíveis, o programa segue os interesses de cada aluno e objetiva aprofundar a compreensão dos princípios mais importantes para o ensino do idioma.

English for Academic Purposes (EAP)

O curso de inglês para fins acadêmicos é voltado para estudantes que querem realizar cursos técnicos ou universitários, mas antes precisam melhorar seu conhecimento do inglês e, assim, alcançar sucesso na vida acadêmica na Austrália. Além de melhor o idioma, esse programa ajuda os estudantes a desenvolver habilidades para a realização de pesquisas acadêmicas e apresentações orais. Se optar por estudar o EAP no centro de línguas da universidade de interesse e obtiver bons resultados, ele poderá ser dispensado de apresentar o exame do IETLS para ingressar no programa universitário.

English for Professionals 

Se você deseja realizar um curso de inglês fora do país e melhorar o seu currículo profissional, esse programa é ideal! Por meio do English for Professionals, é possível estudar o idioma com foco na sua área de atuação. Morando na Austrália, você desenvolve a capacidade de se comunicar diariamente em seu ambiente profissional.

Entre as possibilidades, estão: curso de inglês para negócios, curso de inglês para as áreas de saúde e curso de inglês para engenharia.

Ensino médio

Outro intercâmbio possível de se realizar em terras australianas é o de Ensino Médio — ou High School. O intercambista tem a oportunidade de estudar por seis meses ou um ano em uma escola na Austrália e, além de ter acesso a um sistema de ensino de qualidade, pode conquistar fluência na língua inglesa.

O programa é uma boa também por se tratar de uma experiência na qual o aluno ganha maturidade e conhece outra cultura. Além disso, é possível participar de diversas atividades na escola, como música, teatro, fotografia e culinária.

Graduação

A Austrália conta com 43 universidades, e quase metade delas costuma figurar no ranking de melhores do mundo da “QS World University Rankings”. Reconhecidas internacionalmente, as universidades australianas mantêm fortes vínculos com institutos de pesquisa e indústrias, e oferecem programas em várias áreas de estudo.

Por isso mesmo, as escolas de ensino superior da Austrália recebem cerca de 650 mil estudantes todos os anos — sendo mais de 100 mil de outros países. Ficou interessado? Há duas possibilidades de intercâmbio de graduação no país.

Bachelor

Nesse programa, o estudante realiza sua graduação completa em uma universidade australiana. É preciso obedecer a certos pré-requisitos, como comprovar o nível de inglês, ter equivalência do Year 12 (ter cursado um ano de graduação no Brasil. fazer um curso técnico de Diploma na Austrália, ou realizar o Foundation Program) ou mesmo prestar uma prova prática.

Study Abroad

O Study Abroad é o programa de graduação-sanduíche, destinado aos graduandos que objetivam cursar seis meses ou um ano em uma universidade da Austrália. Nessa modalidade, o aluno pode definir as matérias que quer estudar, desenvolver pesquisas e realizar estágio em empresas do país.

Pós-graduação

A excelência das universidades australianas pode ser notada também quando o assunto é a pós-graduação. O Postgraduate é uma grande oportunidade para os estudantes que desejam se especializar ainda mais em sua profissão e construir uma carreira de sucesso.

Ao cursar uma pós-graduação na Austrália, você pode desenvolver melhor as habilidades mais importantes para o mercado de trabalho, aproveitando os avançados centros de pesquisa e a ótima infraestrutura local. Há programas para cursos de humanas, biológicas, exatas e tecnológicas. Você pode optar por Pós-graduação, Mestrado, MBA ou Doutorado.

Curso técnico

Bons cursos técnicos são essenciais para construir uma carreira que não exija nível universitário. E a Austrália oferece essa modalidade de intercâmbio também!

Conhecidos como Vocational Education and Training (VET), esses cursos oferecem diversos tipos de qualificação, desde programas introdutórios até os de especialização. As escolas técnicas do país desenvolvem seus cursos a partir das necessidades do mercado e enfatizam o aprendizado prático.

Os cursos dos Technical and Further Education (TAFEs), que são instituições de ensino técnico do país, são ministrados e monitorados pelo governo da Austrália. Por isso, oferecem alta qualidade de ensino aos estudantes.

Quanto custa um intercâmbio na Austrália?

É muito importante se planejar financeiramente para o intercâmbio. Dessa forma, você evita dores de cabeça e ainda economiza!

Uma dúvida recorrente entre os estudantes é acerca do valor de um intercâmbio na Austrália. Antes de tudo, é preciso considerar que há inúmeras variações, de acordo com fatores como data da partida, hospedagem, tipo de curso e duração do intercâmbio.

A passagem de avião precisa ser olhada com antecedência. Como Brasil e Austrália são países distantes, o bilhete não é dos mais baratos, a tarifa especial para estudante gira em torno de AUD$ 1.200 (ida e volta). Fique de olho nas promoções!

Os custos vão variar também conforme o tipo de intercâmbio que você vai fazer na Austrália. Um curso de inglês, por exemplo, deve custar entre AUD$ 195 a AUD$ 390 por semana.

No quesito moradia, a faixa de preço para o aluguel de um quarto, por exemplo, varia entre AUD$ 1.000 e AUD$ 3.000 nas cidades mais caras, como Sydney e Melbourne. Muitos estudantes optam por morar em apartamentos compartilhados ou mesmo vivem nas moradias universitárias, o que reduz drasticamente os gastos.

Uma dica, caso você precise gastar menos em transporte, moradia e serviços, é pensar bastante na escolha da cidade. Metrópoles como Sydney e Melbourne tendem a ser mais caras, por isso cidades do interior podem ser a escolha ideal, dependendo do seu caso.

Quanto ao transporte público, em Sydney, por exemplo, é possível pagar um pacote de viagens ilimitadas pagando AUD$ 60 por semana ou AUD$ 15 por dia. Dependendo da duração do seu curso e da frequência com que você pegará ônibus, trem e metrô, vale muito a pena!

Estudar e trabalhar na Austrália: é possível?

A Austrália é uma das poucas nações que permitem ao estudante estrangeiro trabalhar enquanto realiza o seu curso. Para isso, é preciso cumprir apenas algumas exigências.

A primeira delas é obter o Visto de Estudante. Além disso, o estrangeiro precisa se matricular em um curso que tenha duração de, no mínimo, 14 semanas.

Mas atenção: há limites quanto ao número de horas trabalhadas. Assim, com o visto e a permissão, o estudante pode, durante o período letivo, exercer atividades remuneradas por até 40 horas quinzenais. Já na época das férias, pode-se trabalhar em período integral.

Para se candidatar a uma vaga de emprego, é preciso apresentar o Tax File Number, que nada mais é do que um número de registro, que funciona como uma carteira de trabalho. O Tax File Number pode ser solicitado, gratuitamente, no site do governo australiano.

Trabalhar na Austrália: como é o mercado de trabalho para estrangeiros e intercambistas?

A Austrália de modo geral, é bastante acolhedora com estrangeiros. Isso se reflete também no mercado de trabalho, que absorve um grande número de intercambistas nas mais diversas profissões. E costuma haver grande demanda, uma vez que se trata de um país enorme, mas com baixo índice populacional.

Assim, não há grandes dificuldades para arrumar empregos temporários. O importante é obedecer à legislação local e fazer o seu trabalho de forma correta.

Para quem é estrangeiro, uma boa opção é se candidatar a trabalhos que permitam não apenas juntar um dinheiro, mas praticar ao máximo o inglês. Entre as profissões mais procuradas por intercambistas, estão os de atendente de loja, balconista, garçom, caixa e repositor de mercadorias.

Para esse tipo de ocupação, vale ficar de olho em anúncios em redes sociais e cartazes em estabelecimentos comerciais. Não se esqueça também de cadastrar o seu currículo (em inglês, é claro) em sites como Career One, Gumtree e Seek. Por meio deles, ficará muito mais fácil encontrar um emprego temporário!

Curso de inglês na Austrália: como é a estrutura e quais são os diferenciais?

Fazer um intercâmbio de inglês na Austrália é uma boa opção por diversos fatores. A estrutura dos cursos favorece a adaptação de qualquer estudante, e proporciona um amplo aprendizado.

Na Austrália, há duas opções de cursos de inglês: full-time (de 20 a 30 horas por semana) e part-time (15 horas por semana). Para os que tiram o Visto de Estudante, é preciso se matricular no full-time.

Há cursos em diversos níveis, dos mais básicos aos mais avançados. Por isso, engana-se quem pensa que esse tipo de intercâmbio é voltado apenas para os que já estão em níveis de maior fluência no idioma.

Além disso, um diferencial é que, na Austrália, o estudante não precisa se preocupar com calendários rígidos. Isso porque a estrutura é bastante flexível, já que as aulas se iniciam toda semana e o intercambista pode definir a quantidade de semanas que vai estudar.

Os cursos de inglês também servem muitas vezes como porta de entrada para iniciar uma formação internacional na Austrália, preparando os estudantes para entrarem em escolas técnicas e universidades.

Qual é a importância de contar com uma agência para planejar o intercâmbio?

Fazer um intercâmbio é uma experiência inesquecível e importante para conseguir um bom posicionamento no mercado de trabalho, seja pelo aprendizado do inglês ou pelos outros conhecimentos adquiridos. Por isso mesmo, exige bastante atenção.

Para que a sua viagem seja a melhor possível, é fundamental contar com o auxílio de uma agência de intercâmbio. Afinal, estamos falando de viver em outro país, o que envolve uma série de burocracias e cuidados para que tudo saia nos conformes da lei.

Além disso, vale lembrar que a agência ajuda você a escolher o curso mais indicado para seu caso e garante a seleção das instituições de ensino de referência na Austrália. Se o seu objetivo é aprender mais e melhor, nada mais justo do que contar com os programas mais conceituados do país, não é mesmo?

Por fim, uma boa agência estará sempre ao seu lado durante o intercâmbio. Isso significa que, caso aconteça qualquer tipo de problema, você poderá contar com a ajuda de profissionais qualificados, muitas vezes até no local de destino escolhido.

Gostou do nosso guia para fazer um intercâmbio na Austrália? O país apresenta excelência nos diversos níveis de ensino, além de oferecer uma indiscutível qualidade de vida. Por isso mesmo, atrai cada vez mais estudantes. Quem sabe você é o próximo? Para saber mais a respeito, assine a nossa newsletter!

Mail