Intercâmbio para a Austrália: qual a documentação necessária para você viajar?

Passaporte

Segundo a Associação Brasileira de Organizadores de Viagens Educacionais e Culturais (Belta), o número de brasileiros que vão para outros países estudar o idioma local subiu 600% no período entre 2004 e 2014. No último ano, 234 mil pessoas foram para o exterior a fim de realizar seus estudos.

Além do idioma, existem aqueles que buscam realizar uma graduação ou uma pós-graduação. Um dos destinos mais procurados é a Austrália, detentora de cinco das 30 melhores universidades do mundo e que figura na terceira posição dos países que mais recebem estudantes estrangeiros.

Como tirar o visto de estudante

O visto é concedido àqueles que pretendem estudar ou ingressar em um curso validado pelo governo australiano, e com duração mínima de 14 semanas.

Para fazer a solicitação, é necessário:

  • Preencher e assinar os formulários 157A e 956A, disponíveis no site do Governo da Austrália;
  • Pagar as taxas da Embaixada da Austrália com um cheque administrativo nominal;
  • Confirmar a matrícula com o documento emitido pela escola após o pagamento;
  • Pagar o seguro-saúde;
  • Comprovar renda;
  • Mostrar evidências que de retornará ao Brasil;
  • Entregar cópia da passagem aérea;
  • Realizar exames médicos, de urina e raio-x torácico com médicos credenciados na Embaixada do país;
  • No caso de cursos profissionalizantes e universitários, é preciso demonstrar a proficiência em inglês.

Estudantes com menos de 18 anos

Alunos menores de idade também deverão:

Entregar uma via da autorização dos pais à embaixada e carregar outras três vias consigo. Todas devem ser autenticadas no cartório;
Ter o formulário 1229 assinado, e anexar cópias autenticadas dos documentos de identidade dos pais ou responsáveis legais e a certidão de nascimento da pessoa que solicitar o visto;
Possuir um responsável na Austrália que garanta a acomodação e suporte. A escolha do tutor fica sob responsabilidade da instituição de ensino.

Categorias do visto estudantil

Os vistos de estudante são divididos em seis principais categorias, chamadas de “subclasses”, que são determinadas de acordo com o campo educacional do curso. São eles:

570 – Independent ELICOS

Os programas ELICOS foram desenvolvidos para pessoas que têm a intenção de aperfeiçoar o inglês antes de começar os estudos formais.
O visto 570 compreende os cursos independentes do idioma.

571 – Schools

Indicado para estudantes de programas de intercâmbio secundário aprovados pelo Ministério da Educação ou pelas autoridades competentes (estaduais ou do território administrador do programa), e escolas primárias e secundárias.

572 – Vocational Education Program

A subclasse 572 inclui as aulas de vocação profissional, como os certificados dos níveis 1 ao 4; Diploma; Advanced Diploma; Graduate Diploma e Graduate Certificate.

573 – Higher Education

Nesta subclasse estão os cursos acadêmicos como Mestrados; Bachelor Degree; Associate Degree; Graduate Certificate e Graduate Diploma.

574 – Postgraduate Research

Visto voltado para pesquisas, é destinado aos estudantes matriculados em um curso de mestrado ou doutorado.

575 – Non-Award

Concedido aos alunos que não têm intenção de obter nenhum certificado ou diploma, esse visto é para aqueles que pretendem apenas realizar um intercâmbio universitário, por exemplo.

Mail