O que fazer em Adelaide, na Austrália? Veja 5 dicas imperdíveis!

o que fazer em Adelaide na Austrália

Localizada na costa sul, às margens do Golfo Saint Vicent, está a 5ª cidade mais populosa da Austrália: Adelaide. Com cerca de 1,5 milhão de habitantes, foi fundada em 1836 para ser a capital da província da Coroa Britânica, e hoje é a capital política e financeira do estado de South Australia.

Inspirado no movimento das cidades jardins, seu projeto urbanístico inclui inúmeras praças públicas, jardins e extensos parques ao redor da cidade. Seu clima mediterrâneo, com verões amenos e secos e invernos frios e relativamente úmidos, cria o ambiente ideal para que as vinícolas da região produzam alguns dos mais apreciados vinhos australianos.

Adelaide oferece inúmeros atrativos para quem viaja à procura de uma cidade dinâmica e, ao mesmo tempo, tranquila. Com uma rica diversidade de atividades culturais, belíssimas paisagens e uma culinária de dar água na boca, o local é um dos destinos preferidos dos turistas e intercambistas que visitam o país.

Caso você esteja pensando em escolher a cidade como destino do seu programa de intercâmbio, já que oferece opções de instituições de ensino e cursos de excelência, ou apenas incluir a cidade em seu roteiro de viagem, confira as dicas que separamos para você curtir ao máximo tudo que a cidade de Adelaide, na Austrália, tem para oferecer!

1. A natureza exuberante de Adelaide

Considerada uma das cidades mais verdes do mundo, Adelaide, na Austrália, encanta qualquer um com suas belíssimas paisagens naturais e a riqueza da sua flora e fauna. Com cenários que vão de praias paradisíacas a colinas, além de uma infinidade de praças e áreas verdes, a cidade oferece atrativos para todos os climas e estações do ano.

No verão, a dica é conferir as praias, que têm as melhores ondas do estado. Yorke Peninsula e Point de Pondalowic, as preferidas dos surfistas, estão a 40 minutos do centro da cidade. Na região da Eyre Peninsula, é possível encontrar também outros locais propícios para a prática do esporte, sendo o Point Sinclair o mais conhecido.

A praia de Glenelg é uma das queridinhas dos turistas e moradores. O local concilia boas opções de bares e restaurantes com encantadores atrativos naturais, como a possibilidade de nadar com golfinhos ou fazer piqueniques em seus extensos gramados. Já as praias de Henley e Grange são perfeitas para quem quer descansar e fugir um pouco do agito.

Outro passeio que não pode ficar de fora do roteiro é seguir do Elder Park até West Beach, onde deságua o rio Torrens, que corta a cidade. Perfeito para quem curte uma boa caminhada ou um agradável passeio de bicicleta, já que o trajeto conta com ciclovia.

No Jardim Botânico, toda a riqueza da flora local pode ser vista em uma das maiores estufas do Hemisfério Sul, que conta com orquídeas, samambaias e inúmeros outros exemplares da vegetação tropical. A 10 minutos do centro, o Adelaide Zoo abriga mais de 1.800 animais, entre eles cangurus, demônios-da-tasmânia, pandas gigantes e outras espécies nativas.

Mas se a intenção for recarregar as energias e buscar um pouco de tranquilidade próximo às colinas, Adelaide Hills é o destino perfeito. Deliciosos restaurantes e uma diversidade de adegas encantam os apreciadores de bons vinhos e de um clima mais bucólico.

Não deixe também de conhecer a vegetação desértica do Outback australiano, visitando o Mount Lofty. Lá, há um mirante bastante frequentado no fim do dia, quando as pessoas se reúnem para observas as luzes da cidade se acendendo.

2. Galerias, museus e festivais

Os encantos de Adelaide não estão apenas nos atrativos naturais! A cidade oferece também um rico cenário cultural, com uma variedade de galerias de arte, museus e festivais, além de uma agitada vida noturna.

Em North Terrace estão as principais instituições culturais da cidade. Nesse elegante e arborizado boulevard estão a Art Gallery of South Australia, o South Australia Museum, o Migration Museum, a University of Adelaide e a State Library.

A cidade também é palco de diversos festivais de arte e cultura, que garantem um calendário quase ininterrupto de atrações. O Adelaide Fringe reúne apresentações teatrais e de dança, shows, exposições de arte, performances e exibições de filmes ao longo de um mês de programação.

Já o Adelaide Festival apresenta uma programação extremamente variada, contemplando as artes cênicas e visuais, a música, a literatura e o cinema. O WOMAdelaide, dedicado à música, e o gastronômico Tasting Australia são outros festivais que movimentam bastante o cenário cultural da cidade.

Diversos bares e pubs espalhados pela cidade são garantia de diversão noturna para os moradores e turistas que visitam Adelaide. Viajantes de todo o mundo se encontram nesses ambientes, regados à cerveja, música de qualidade e culinária variada.

3. Comidas de dar água na boca

A cidade de Adelaide não decepciona quando o assunto é culinária! O Adelaide Central Market, inaugurado em 1870, é um dos seus principais pontos turísticos, onde o visitante pode degustar algumas iguarias locais e adquirir produtos naturais diretamente com os produtores. Frutas e legumes frescos, queijos artesanais, carnes e frutos do mar dão o tom da aquarela de cores e sabores que compõem o lugar.

Quem procura uma opção mais requintada para o jantar, pode encontrar ótimas opções de restaurantes na O’Conell Street, na região norte, e na The Parade, situada em Norwood.

No restaurante Appellation, do chef Ryan Edwards, um dos mais badalados e concorridos do país, o cliente conhece uma culinária baseada nos ingredientes do estado de South Australia. Já o Press, apresenta a variedade da moderna cozinha australiana, com saladas de pescados e sanduíches com carne de porco desfiada.

O BarBushka, famoso pelos seus petiscos, e o Clever Little Tailor, com sua inacreditável carta de vinhos, são outros restaurantes bastante recomendados para quem quer garantir uma experiência gastronômica inesquecível.

4. Pelas ruas de Adelaide

Para conhecer de perto a história, a cultura e o estilo de vida local, nada melhor que caminhar pelas ruas de Adelaide. A região histórica do Port Adelaide é onde estão os antigos cais e inúmeras construções do século 19, além de tradicionais pubs australianos e a Port Dock Brewery, uma famosa loja de cervejas artesanais.

Igrejas em estilo vitoriano também adornam a cidade. Não deixe de visitar a St. Peter Cathedral, localizada na região central e que tem grandes parques ao redor. Perto dali, no coração da cidade, está a Victoria Square, que abriga a St. Francis Xavier’s Cathedral, cuja construção se iniciou no século 19 e levou mais de um século para ser concluída.

Uma rua exclusiva para pedestres, assim é a charmosa Rundle Street, no bairro de East End. Cercada por bares, cinemas e comércio variado, o local comumente recebe apresentações de artistas de rua. Paralela à Rundle Street, está a North Terrace, onde se encontram os principais museus e galerias de arte da cidade.

5. Nos arredores da cidade

Responsável por mais da metade da produção de vinhos do país, o estado de South Australia é um paraíso para apreciadores da bebida. A 60 km do centro de Adelaide está Barossa Valley, com aproximadamente 150 vinícolas e mais de 70 adegas. Nesse passeio é possível visitar as propriedades e acompanhar o processo de produção dos vinhos, além, é claro, de degustá-los.

Em Tanunda, no Barossa Valley, está o Barossa Sculpture Park, com sua coleção de esculturas em pedra e uma vista, do topo da colina, para os campos de vinhedos.

Caso tenha um tempo a mais, aproveite para conhecer a Kangaroo Island, a cerca de 4 horas de viagem de Adelaide. A ilha encanta com suas praias, fauna e flora, além de oferecer uma culinária deliciosa!

Assim é Adelaide, uma cidade moderna, dinâmica e que respira cultura. Seja para realizar um intercâmbio ou para aproveitar as suas férias, Adelaide proporciona experiências inesquecíveis para quem querem conhecer e vivenciar um pouco mais dos encantos e curiosidades desse país na Oceania.

E aí, gostou das nossas dicas? Que tal, então, conferir este outro post com dicas essenciais sobre a cultura da Oceania? Vamos lá!

Mail