Programa Ciência sem fronteiras confirma mais de seis mil novas bolsas

Ciência sem fronteiras

No mês passado, o governo federal anunciou a concessão de mais 6 mil bolsas para os estudantes brasileiros realizarem intercâmbio pelo programa Ciências sem fronteiras. Até este momento, cerca de 60 mil alunos do ensino superior já tiveram o privilégio de estudar fora do Brasil, além de conhecer uma cultura diferente.
De acordo com esse recente comunicado, os estudantes poderão ser contemplados para viajar aos seguintes países: Reino Unido, Austrália, Espanha, Canadá, Holanda, Nova Zelândia, Coreia do Sul, Finlândia e Bélgica.

Como se candidatar

O interessado em concorrer à bolsa de intercâmbio pelo Ciência sem fronteiras precisará, primeiramente, conferir no site quais chamadas estão abertas. A partir de então, o estudante terá que apresentar na universidade em que estuda os documentos solicitados no edital, sendo que entre eles devem estar o resultado da prova de proficiência do idioma estrangeiro e a nota do ENEM, que deve ser acima de 600 pontos e só valerá se a prova tiver sido feita após 2009.
A universidade é responsável pela avaliação do aluno, pois apenas quem possui um alto grau de aproveitamento acadêmico é admitido no programa. Portanto, se você atende a esses critérios, fique atento às novas chamadas do Ciência sem fronteiras. Afinal, viajar e ultrapassar as barreiras culturais é uma oportunidade fantástica!

Em caso de dúvidas, acesse as informações de apoio aos estudantes.

Mail