Intercâmbio idade mínima: Qual a idade ideal para fazer o seu primeiro intercâmbio?

O intercâmbio é a oportunidade ideal para aprender melhor uma outra língua e imergir em novas culturas, conhecer novas pessoas e amadurecer. Ele é indicado para todas as pessoas independentemente de idade, mesmo porque as escolas costumam oferecer cursos e condições especiais para cada fase da vida do estudante.

Para as crianças e adolescentes mais novos, o intercâmbio pode ser feito em cursos de curta duração, aproveitando as férias dos pais em um país diferente. Para quem já tem idade o suficiente para viajar e “se virar” sozinho, o leque de alternativas cresce e podem incluir até mesmo um emprego no país de destino. Não há idade mínima para fazer intercâmbio, nem idade máxima! Conheça aqui algumas possibilidades.

Ensino médio em outro país

Os estudantes que estão no ensino médio no Brasil podem aproveitar para cursar o high school em outros países. Isso permite que eles façam um dos anos dos seus estudos em uma escola de outra nacionalidade, aumentando a interação com os nativos e assimilando os conteúdos em outra língua. É necessário já ter uma noção básica do idioma para que o aluno não seja prejudicado em matérias essenciais, como geografia, história e matemática, além das disciplinas de linguagem. Normalmente, as pessoas que podem fazer esse tipo de intercâmbio têm de 14 a 18 anos, de acordo com o currículo educacional brasileiro.

Curso de idioma ou outras habilidades

Existem também as opções de cursos de idiomas, em que você pode selecionar o tempo que pretende ficar em outro país e a quantidade de horas que pretende estudar diariamente. Isso garante que você avance de acordo com a sua necessidade, seja de estudos ou para se adequar ao seu orçamento. Afinal, o importante é dar o primeiro passo e aproveitar o melhor possível essa oportunidade.

Há também, muitas vezes em paralelo ao curso de idioma, aulas sobre habilidades mais específicas, como literatura, enologia, artes e muitos outros temas. Isso permite ainda que você aprenda o vocabulário das áreas que pretende atuar. Ele serve para todas as idades, mas o mais indicado é a partir dos 16, quando o estudante já pode ter uma experiência melhor em outro país e possui mais autonomia para realizar diversas atividades.

Graduação e outras formações profissionais

Seja com a graduação sanduíche, como o Ciências sem Fronteiras, ou com a possibilidade de fazer todo o seu curso de graduação em outro país, essa é uma excelente maneira de assimilar o idioma enquanto você aproveita para ir em busca de um diploma profissional. A vida acadêmica em outro país também proporciona maior interação com a comunidade mais jovem, trazendo novas experiências e a efervescência de tudo que é novidade. Normalmente o aluno já tem no mínimo 17 anos quando opta por essa forma de intercâmbio, já que ele precisa ter concluído o Ensino Médio; e por oferecer opções de graduação, mestrado, doutorado e MBA, existem alternativas para todas as idades.

Estude e trabalhe

Para quem pretende se envolver ainda mais nos costumes do país ou precisa juntar dinheiro para pagar as despesas com o intercâmbio, escolher uma opção que envolva trabalhar pode ser a maneira mais viável de fazer a sua viagem. Com o trabalho, a pessoa é colocada em situações reais de atendimento ao público e convívio dentro de uma empresa, experimentando as situações em que um inglês mais “formal” é exigido – ou seja, É uma excelente opção para quem deseja usar o inglês no meio corporativo.

Essa modalidade de intercâmbio é atraente principalmente para quem já terminou os estudos no Brasil e precisa de um emprego para se manter durante a viagem, geralmente escolhido por pessoas mais velhas. Mas ele costuma ser indicado com idade mínima de 16 anos, para assumir tarefas como acompanhar crianças enquanto os pais estão fora; ou para pessoas maiores de idade, que já possuem um leque maior de opções, como entregadores em delivery, atendentes em hotéis, entre outros.

Faça seu primeiro intercâmbio na Austrália

Opte por fazer o intercâmbio na Austrália, principalmente se ele for a sua primeira experiência fora do Brasil. Muitas cidades desse país possuem um clima parecido com o clima das cidades brasileiras, além de paisagens deslumbrantes.

Seja um intercâmbio para estudar inglês, um high school ou uma graduação na Austrália, é sempre uma excelente opção escolher esse país acolhedor e cheio de atrativos. Há também a possibilidade de graduação sanduíche na Austrália, para quem deseja uma graduação no exterior para implementar seu curso no Brasil. Veja aqui as opções!

Mail