Vale a pena investir em um intercâmbio?

Investir em intercâmbio

O cenário político e econômico atual do Brasil não é dos melhores, mas ele pode ser visto de duas formas: como um momento de espera para realizar planos no futuro ou como a hora ideal para investir em um intercâmbio, buscando ter um diferencial que ajude você a se destacar no mercado de trabalho. Afinal, a competição é alta para pessoas que acabaram de se formar, e incrementar o currículo aumenta as chances de conseguir melhores oportunidades profissionais.

Para ajudar você a se decidir, listamos, neste post, alguns benefícios que um intercâmbio focado na carreira pode trazer, além de algumas dicas para juntar a grana necessária para fazer esse investimento. Acompanhe!

Quais são os benefícios de investir em um intercâmbio?

Dar um up na fluência do seu segundo idioma

Na última década, o mercado de trabalho passou a ter exigências que, antes, eram consideradas diferenciais. Um bom exemplo são os idiomas estrangeiros. O inglês agora é considerado algo comum, porém o diferencial é o nível de fluência do profissional. Quem tem a escrita, a fala e o entendimento de qualidade consegue mais destaque nos processos seletivos.

Então, se você se pergunta se vale a pena fazer um intercâmbio curto, por exemplo, com o tempo de férias que tem, a resposta é: sim! Isso porque a intensidade da vivência em países como a Austrália ou Nova Zelândia, colocarão você numa prática contínua, que ajudará no aperfeiçoamento das suas habilidades.

Caso você tenha mais tempo, claro, os benefícios serão maiores. E mesmo que seu nível do idioma seja básico, é possível desenvolvê-lo exponencialmente, pois existem cursos voltados para iniciantes, para o meio profissional e até com fins acadêmicos.

Criar maturidade profissional

As empresas preferem pessoas que conseguem se adaptar facilmente a diferentes situações, e é na vida real que isso se desenvolve. Portanto, investir em um intercâmbio pode ser a pedida certa, pois você aprenderá a tomar decisões, criará independência e desenvolverá a capacidade de inovar em soluções.

Pode parecer clichê, mas esses três itens são importantes para quem quer crescer profissionalmente. E não há oportunidade melhor para aperfeiçoar tudo isso do que em um intercâmbio.

Nele, você será colocado à prova em diversas situações, pois como a cultura do país de destino é diferente, haverá muitas coisas para aprender, o que exigirá sua criatividade na hora de agir.

É um ótimo momento para se conhecer, saber como você age em situações de pressão, descobrir o que quer para o futuro e fazer as coisas do seu jeito, assumindo os riscos.

Ter reconhecimento internacional

Caso você tenha maior disponibilidade de tempo e de dinheiro, buscar um curso técnico, um programa de bacharelado ou de pós-graduação no exterior é um investimento a longo prazo sem igual. Para começar, quando voltar para o Brasil terá um diploma diferenciado, o que já coloca você um passo a frente de muitos candidatos a vagas.

Além disso, já dentro de uma empresa, o diploma de outro país pode ajudar a conseguir uma vaga internacional, posto que os trâmites legais serão mais fáceis e você terá a vantagem de já conhecer a experiência de morar fora.

Como se não fosse suficiente, ainda é possível, vivendo mais tempo em outro país, construir as bases para ser contratado por lá mesmo.

Desenvolver suas habilidade sociais

Esse, talvez, seja um dos benefícios mais conhecidos de investir em um intercâmbio — mas nem por isso não deve ser mencionado ou tem menos importância. As pessoas que têm essa experiência internacional quase sempre destacam como conviver com diferentes pessoas, de lugares distintos, ajuda no desenvolvimento da empatia e da comunicação.

Principalmente em países como a Nova Zelândia e a Austrália, que têm uma influência britânica muito forte devido ao fato de terem sido colônias da Inglaterra, você terá uma experiência que expandirá seus horizontes.

Além disso, esse ponto é também um ganho pessoal, que servirá em outras áreas da vida, ampliando seu networking, pois você entrará em contato com diversas nacionalidades, podendo criar amigos para toda a vida!

Aumentar seu nível cultural

Além de especificidades profissionais, quem contrata valoriza conhecimento cultural. E por mais que ler e estudar tragam isso, nada é mais eficiente do que vivenciar a realidade e o dia a dia de um outro país. Lá, você experimentará a culinária, as datas comemorativas e os costumes dos habitantes.

Tudo isso conta muito, pois lhe trará bagagem para engajar em conversas, criando uma comunicação mais enriquecedora e interessante.

Como economizar para realizar um intercâmbio?

Se depois desses benefícios você ficou — ainda mais — interessado em fazer um intercâmbio, saiba que o primeiro requisito é ter disciplina para juntar a grana. Sim, ainda que seus gastos sejam baixos, tome cuidado e foque na poupança. Isso porque, dependendo do país, é exigido que o estudante tenha uma renda mensal mínima para permanência. Não é nada inalcançável, mas talvez você tenha que abrir mão de algumas baladinhas, aquele par de sapatos novos ou até do show daquele artista que você é fã.

Uma dica é vender itens usados ou até iniciar uma pequena produção de algum produto que você saiba fazer.

Para os mais entendidos de economia, há a possibilidade de investir o dinheiro que ganhar, pois se ele ficar parado, não renderá.

Se você não quer abrir mão do seu emprego atual, lembre-se que há muitos cursos de curta duração, perfeitos para o período de férias e que têm um custo menor. Dependendo do local em que você trabalha, pode ser viável conversar com seu chefe e dividir os custos do intercâmbio, convencendo-o dos ganhos que a empresa terá com a sua profissionalização.

Além disso, considere a seguinte listinha de coisas básicas a considerar para calcular uma média do valor que deverá juntar para investir em um intercâmbio:

  • visto e demais documentos necessários;
  • passagens aéreas;
  • hospedagem;
  • seguro viagem.

Como você pôde ver, investir em um intercâmbio traz benefícios incríveis para a carreira, mas é necessário focar e ter disciplina na preparação para aproveitar ao máximo essa experiência que, ademais, pode ser feita de várias formas, sem prejudicar sua rotina atual, já que há opções de programas para férias além, é claro, de cursos mais longos.

Se você for começar a economizar agora para fazer um intercâmbio, leia este post e descubra 8 segredos para alcançar esse objetivo. Vamos lá!

Mail