Visita mais que especial – MÃES SAUDADES

Impossível mensurar a grandiosidade do amor de uma mãe. Viajar por 24 horas para ficar apenas uma semana com o filho foi mais um dos exemplos dessa loucura que é ser mãe. Fato é que essa atitude gerou uma das experiências mais incríveis desde quando sai do Brasil. Tornar real para a pessoa mais importante da minha vida aquelas imagens que compartilho pela internet, mostrar um pouco da rotina e acima de tudo fazer minha mãe viver por 7 dias o estilo de vida que escolhi, foi inesquecível.

E a história fica melhor, não apenas a minha mãe, mas a minha sogra também veio! E podem esquecer qualquer estereótipo, pois ela é uma grande parceira e já virou praticamente comadre da minha mama.

Estada relâmpago, somada com o tempo escasso do quarteto fez com que elaborássemos planos mirabolantes para mostrarmos um pouco de Sydney e, principalmente, das Northern Beaches. Como cada um tem folga em um dia diferente, criamos uma escala para que as mães sempre tivessem a companhia de ao menos um cicerone. Dias antes fizemos uma super compra no supermercado, pensando nas especialidades de cada um na cozinha e, por fim, nos mudamos do nosso quarto para sala, afinal elas mereciam o conforto e a bela vista da nossa janela…

Tudo esquematizado e elas chegaram. Que felicidade e que visão surreal, ter nossas mães sentadas no sofá da nossa casa. Da nossa casa em Sydney!

Acima de qualquer planejamento, tentamos deixar as coisas fluírem de maneira natural, de acordo com a vibração de cada momento.  Festas rolaram como se as duas não fossem mais nossas mães, mas sim nossas amigas. A galera ficou espantada com a relação que temos com elas e a naturalidade que as duas conversavam com eles. Parecia que sempre estiveram por lá. Depois de alguns dias, elas viraram a atração da nossa casa, as pessoas passavam por lá para visitá-las e não mais a nós.

Como é grande o meu amor por você...

Imagino que essa surpresa em relação as mamas, vem do fato que muitas das pessoas que estão por aqui resolveram sair de suas casas para ter liberdade, para experimentar serem senhores de si, sem ter alguém controlando o que é permitido ser feito, os horários e companhias. Nossa opção por sair de casa foi porque queríamos conhecer o mundo, era o momento de sairmos, de iniciarmos a nossa vida como um casal. Sempre com apoio total e irrestrito das mães.

Opera House, Harbour Bridge, China Town, Restaurante Indiano, Yoga na praia, Blue Mountains, Manly, Avalon, The Basin, Darling Harbour…

Mães - amigas que fazem falta

Na verdade pouco importa os rolês que demos, os lugares que passamos. A presença delas é que fez desse momento inesquecível, acompanhando mais uma fase da nossa vida, curtindo aquele momento que a diferença de idade fica menos importante, que os papos são de igual para igual. Agora elas observam o voo dos filhos e, quando podem, juntam-se a eles para relembrar histórias e reafirmar esse amor imensurável que apenas uma mãe pode sentir.

Tenho que agradecer imensamente a toda a equipe da Australian Centre que forneceu um atendimento mais do que vip para as mamas, se doando para concretizar essa passagem tão legal nas nossas vidaz, como se conseguissem imaginar o quanto ficaríamos felizes. Isso dá para mensurar…

Filhos e mães
Mail