Não encontrou seu voo? Peça a ajuda para um consultor. Entre em contato

Bruna Hiromi Tasato


Bruna Hiromi Tasato
Bruna Hiromi Tasato
Bruna Hiromi Tasato
Bruna Hiromi Tasato
São Paulo | SP >> Melbourne | VIC

A Australian Centre foi a primeira agencia que visitei para me informar sobre o intercâmbio que tanto queria fazer na Austrália. O atendimento foi completo, voltei para casa sem sombra de dúvidas de que iria. Senti segurança total para fechar o meu pacote com eles mesmo.

E como eu já esperava, tive total suporte em relação a qualquer assunto relacionado à Austrália tanto antes, como durante e até no meu último dia em Melbourne.

Em relação à Austrália, mais especificamente Melbourne, eu acho que foi uma das melhores decisões que tomei em minha vida...

A cidade é linda, eu cheguei no ápice do inverno e fazia muito, muito frio. Mas, mesmo assim, eu queria ficar andando pelas ruas de Melbourne, curtir a vista da arquitetura clássica e moderna no mesmo ambiente, ver os diferentes tipos de pessoas que viviam lá passeando nos cafés e restaurantes. E o que eu mais achei incrível, eu sendo praticamente uma artista da vida real, foi que eu pude sentir a arte naquele lugar de todas as formas, eram músicos em toda esquina, artistas plásticos todo fim de semana fazendo suas pinturas tanto no chão quanto nas paredes, os apaixonados por arte de rua estampando as paredes de Melbourne em vários becos com grafites incríveis. É quase uma exposição de rua! Uma atração de Melbourne, porque podemos ver obras de gente do mundo inteiro.
As pessoas são de bem com a vida e bem educadas, então não precisamos nunca sentir medo de pedir algum tipo de informação para alguém lá, porque eles vão fazer questão de te ajudar.
A nightlife de Melbourne também é bem bacana, tem opções de festas para todos os gostos, festivais muito bons. Melbourne tem uma agenda de shows bem recheada, por exemplo, eu realizei meu sonho de ver duas bandas que eu amo lá e pagando um preço bem justo.
O verão de Melbourne é maravilhoso, cheio de gente na rua, com eventos em praticamente todos os finais de semana. E a largada dessa estação é dada com o Australian Open (evento obrigatório se estiver em Melbourne), a festa de ano novo chinês e o St. Kilda festival, que é um festival de grande porte de graça na praia de St.Kilda. O verão é cheio de coisas pra se fazer e se mesmo assim não tiver nada pra fazer, também tem a opção de ir pra uma das praias só curtir o mar...

No inverno acontecem alguns eventos também, como o festival de jazz e o festival de inverno bem legal pra patinar no gelo.

Melbourne também é a capital da moda australiana e sedia o principal evento de moda do país, o Loreal Melbourne Fashion Festival. Lá esse evento é aberto ao publico e o custo do ingresso vale muito a pena de tantos brindes que ganhamos. Se você gosta de moda, é uma sensação muito boa poder ver um evento desse porte em outro país.

As escolas em que estudei lá, Impact English e Discover English ambas atingiram minhas expectativas são escolas muito boas cada uma com seu método de ensino muito, muito boas em relação a professores, estrutura, atividades extraclasse, livros adotados e etc. Recomendo as duas sem sombra de dúvidas!!!

Falando um pouco sobre a parte chata, trabalhar, hahaha.

No meu caso, eu demorei certo tempo para conseguir meu primeiro emprego, porque cheguei no inverno, e isso influencia bastante no número de ofertas, mas depois de um tempo consegui sim um bom emprego e todas as minhas amigas também trabalharam lá. Então, se você vai pra lá e precisa de trabalho, uma coisa eu digo, fácil não é!! Mas nem no Brasil tá fácil, hahaha. É uma questão de tempo e de correr atrás, porque tem que correr atrás mesmo, deixar na boca do trombone pra todo mundo saber que você precisa de um trabalho. Só fica sem trabalhar quem quer...

O trabalho ajuda muito em todos os aspectos no nosso intercâmbio, a gente aprende a lidar com outros tipos de situações, praticamos o inglês e, o melhor, ganhamos uma grana para isso. Eu dei sorte de conseguir um trabalho muito bom de vendedora em uma loja de um dos shoppings de Melbourne, mas, se fosse preciso, não me importaria nem um pouco de trabalhar como garçonete, cleaner ou algo do tipo. Então precisamos ir com a mente aberta e estar prontos para o que der e vier.

Outro detalhe que marcou muito a minha viagem foi que a Austrália me abriu portas para conhecer lugares que eu nunca imaginei na minha vida que iria conhecer. Trabalhei, estudei, tinha tempo de me divertir e ainda juntei uma grana pra conhecer alguns países do sul da Ásia como Indonésia, Tailândia e Malásia.

Deu pra perceber que eu amei aquela cidade e que minha adaptação aconteceu de forma natural, fiz amigos logo nos primeiros dias, no segundo mês já estava dividindo um apê no centro da cidade. Mas no fim do meu intercâmbio, acabei optando por voltar a morar com uma família australiana, que, nossa, viraram minha família de verdade. Sinto muitas saudades deles...

Resumindo, foi um ano que vai ficar para sempre marcado na minha memória, um ano de aprendizagem e crescimento pessoal, um ano em que vivi momentos inesquecíveis e conheci pessoas que serão para sempre importantes para mim, enfim, foi o melhor ano da minha vida!!

Obrigada Australian Centre!!

Outros Diários de Viagem

Barbara Sobreiro Carvalho Medeiros Alves Vieira São Paulo | SP >> Auckland | AUK "Foi o sonho mais lindo que vivi na minha vida! Eu quero voltar no inverno pra conhecer a ilha sul. A escola foi excelente, fiz grandes amigos. Trabalhei sim e consegui o working holiday até novembro de 2011. Trabalhei em um car-wash (lava-rápido) no shopping Westfield. Trabalhei como promoter da..." +
Guilherme Sansigolo Andrello Americana | SP >> Auckland | AUK "Nenhum sonho é grande demais, a gente só precisa ter o apoio de grandes parceiros! A AC Australian Centre tem me ajudado a conquistar meu sonho desde a primeira entrevista em Junho de 2012, até hoje, com seu auxílio à distância. O resto da luta cabe a nós, mas com certeza, foi com a ajuda..." +

Solicite um orçamento

Os atenciosos e qualificados consultores da AC irão te ajudar no que for preciso.