| |

Atendimento
11 5096-4555

ATENDIMENTO

Brooklin
+55 11 5096 4555

Tatuapé (SP)
+55 11 2091 3288

Rio de Janeiro
+55 21 3283 9389

Belo Horizonte
+55 31 3309 3059

Campinas
+55 19 3294 3733

Ribeirão Preto
+55 16 3877 2013

Agência AC On
+55 16 3877 2013

Sydney
+61 2 9267 5811

Melbourne
+61 404 244 875

Perth
+61 8 9225 4357

Bogotá
+57 1 6915807

Solicite um
orçamento

A vida na Austrália - A Cultura Australiana

Atualmente, a cultura australiana carrega influências de diversos povos. Entretanto, as especificidades desse país tão distante do Brasil ainda são ressaltadas nos esportes, na alimentação, na fauna, na flora e na música. É claro que as diferenças com o Brasil são inúmeras, mas há quem diga que o australiano consegue ser tão receptivo com estrangeiros quanto o brasileiro.

A influência dos imigrantes é nítida. Com a presença forte do inglês como idioma oficial, a Austrália também tem em seu território diversas outras línguas faladas por seus habitantes, chegando a mais de 260 idiomas e dialetos. É o caso do mandarim, italiano, árabe, cantonês, grego e até mesmo português.

Essa grande mescla cultural ocorreu depois da Segunda Guerra Mundial com o “boom” econômico do país. Isso se deve também às mineradoras, que foram a principal fonte econômica australiana da época. O crescimento persiste até hoje, com uma economia consolidada e alta qualidade de vida nas grandes cidades.

Para quem deseja conhecer mais profundamente a cultura australiana, o intercâmbio é a melhor maneira. Assim, é possível estar inserido na vivência e experienciar detalhes de como é a vida na Austrália. Os aborígenes, povos nativos do continente, por exemplo, deixaram uma rica cultura que é transmitida até os dias de hoje.

Comidas típicas australianas

Viajar também é conhecer um pouco dos costumes de um país diferente. E, no caso da Austrália, nada melhor do que começar pela culinária. Há uma lista de pratos que são indispensáveis para qualquer pessoa que passa pelo país. Um dos mais famosos e apreciados pratos é a costela de porco. Ela geralmente vem acompanhada do molho barbecue, uma receita especial dos australianos. Sem contar a geleia Vegemite, a mais consumida em todo o país. Por lá, até o pão é diferente, chamado Damper, que é delicioso e vale a experiência.

Costumes australianos

A cultura do país também tem diferenças sentidas na hora pelos brasileiros. Algumas delas estão nos costumes e hábitos do dia a dia, que podem até soar estranhas no começo, mas logo serão apreciadas pelos visitantes. Uma delas é andar descalço, que é bastante comum nas cidades com praia. Mesmo nas ruas e supermercados, é comum avistar alguém andando sem nenhum sapato. Além disso, os australianos têm o hábito de levar sua própria bebida para o restaurante, que geralmente vem assinalado com a sigla “BYO”, de “Bring Your Own”, ou seja, “traga sua própria”. Todos os restaurantes do país ainda oferecem água de graça para os clientes.

Curiosidades da Austrália

O modo de viver dos australianos é algo fascinante. As diferenças são um prato cheio para quem deseja descobrir mais sobre o país. Uma das principais curiosidades fica por conta dos endereços. Qualquer brasileiro que chega à Austrália se surpreende ao procurar um local, porque as principais vias passam por vários bairros.

É comum encontrar vários números iguais na mesma avenida. Por isso, sempre que você pedir um endereço, é preciso pedir alguma referência, como estabelecimentos, para não se confundir. Outra curiosidade é que tudo fecha cedo, mesmo nas grandes cidades. O comércio geralmente fica aberto até as 17h, e os restaurantes somente até 21h.

O jeito descontraído também é uma das características especiais dos australianos. As pessoas são calorosas e cumprimentam-se pelo primeiro nome. A cordialidade também é sentida em todos os lugares. Se precisar de ajuda, os australianos ficarão felizes em auxiliá-lo, sempre com um sorriso no rosto. Nada melhor do que aproveitar todas essas “good vibes” em um período inesquecível de intercâmbio nesse país fascinante.

Cultura e Sociedade

Conhecida como um dos países mais acolhedores do mundo, a Austrália se orgulha de ser uma nação multicultural. Atualmente, quase metade da sua população é formada por estrangeiros ou australianos com pai ou mãe nascido no em outro país, fazendo com que mais de 260 idiomas diferentes sejam falados em seu território. Além do idioma oficial, o inglês, é comum ouvir pelo país mandarim, italiano, árabe, cantonês e grego.

A grande "invasão" de imigrantes na Austrália aconteceu após o final da Segunda Guerra Mundial, quando o país viveu um período de intenso crescimento econômico, motivado pela abertura de diversas mineradoras e início de importantes projetos para a construção e modernização da nação.

A estabilidade política e crescimento econômico do país nos anos 50 foram fundamentais para o desenvolvimento de uma sociedade próspera e para a chegada da primeira grande leva de imigrante, principalmente de origem inglesa.

Depois das décadas de 50 e 60, a Austrália recebeu mais uma onda de imigrantes, desta vez, a maioria era procedente do Sul e Oriente Europeu. Essas sucessivas ondas migratórias transformaram por completo o país, sobre tudo suas principais cidades.

Nas décadas de 70 e 80, a Austrália recebeu muitos imigrantes da América Latina, que desejavam escapar das crises políticas e econômicas que atravessavam seus países. Diferente do que aconteceu com os sul-americanos que imigraram para a Europa nesses anos, a maior parte dos que imigraram para a Austrália acabou se estabelecendo e permanece radicado no país.

Brasileiros na Austrália

Os brasileiros ganharam seu lugar na sociedade australiana. Eles encontraram um espaço para expressar-se e desenvolver atividades, como capoeira, jiu-jitsu (muito comum nos grandes centros urbanos), música, entre diversas outras.

Em muitas cidades da Austrália, é possível encontrar pequenos sinais de influência brasileira, seja na forma de se vestir das mulheres nas praias, no uso de sandálias havaianas, no consumo de açaí em alguns bares ou nas músicas tocadas nas disputadas noites brasileiras de Sydney, Brisbane, Gold Coast ou Perth.

Os brasileiros, assim como os demais estudantes internacionais, não sofrem nenhum tipo de discriminação. Ao contrário, eles se integram muito bem a sociedade australiana, gozando do bem-estar social e econômico que o país lhes oferece. A sinergia da cultura australiana e brasileira é tão grande que é muito comum ver grupos de amigos ou até casais formados por australianos e brasileiros.

Economia

A Austrália tem uma das economias mais fortes e estáveis do mundo, sendo aberta e competitiva. O país vive durante os últimos 25 anos um crescimento econômico constante, alcançando em 2012 um PIB superior a 1,5 trilhões de dólares, com um PIB per capita de aproximadamente 67 mil dólares. Esse constante crescimento econômico é fruto de uma gestão efetiva de suas políticas públicas, acompanhadas por um índice de inflação baixo e estável, além de uma taxa baixa de juros.

Entre as principais atividades econômicas australianas estão:

  • Mineração: sendo o maior exportador mundial de diamantes, alumínio e de carvão.
  • Indústria: é uma atividade diversificada entre os principais itens de produção estão alimentos, papel, máquinas e equipamentos tecnológicos.
  • Agricultura: sendo os produtos mais importados o açúcar, o trigo, o algodão, a cevada e a uva entre outras frutas.
  • Pequenas empresas: elas também são consideradas um setor vital dentro da economia australiana, sendo responsáveis por cerca de 30% da produção econômica e de empregar mais de 3,3 milhões de pessoas.
  • Turismo: é uma das atividades que mais gera emprego no país, empregando cerca de 500 mil pessoas. A Austrália recebe mais de 6 milhões de turistas ao ano, gerando uma receita de mais de 94 bilhões de dólares por ano e sendo considerado o principal serviço de exportação do país. O sucesso do país nesse setor se deve ao crescente número de estudantes que buscam o país para realizar seus programas de intercâmbio.

Mercado de trabalho na Austrália

Devido ao seu constante desenvolvimento econômico e industrial, a Austrália tem a necessidade de incorporar imigrantes e estudantes internacionais ao seu mercado de trabalho.

Para isso, o governo australiano oferece diversos tipos de permissões de trabalho para estrangeiros. Os estudantes internacionais, que realizarem um curso com duração mínima de 14 semanas, podem trabalhar legalmente no país até 40 horas quinzenais durante o período do seu curso e período integral em suas férias.

Os estudantes que concluírem um curso de graduação ou pós-graduação com no mínimo 2 anos de duração poderão solicitar o visto de trabalho pós estudo. Esse visto permite que os recém-formados fiquem no país por mais 2 anos trabalhando em sua área de formação.

Para profissionais que já possuam formação acadêmica e experiência no mercado de trabalho, podem buscar oportunidades no país através dos programas de imigrações para profissionais qualificados. Esse programa favorece profissionais de áreas específicas que estão em demanda na Austrália, como Engenharia, Tecnologia da Informação, Contabilidade. Consulte nossa equipe para mais informações.

O governo australiano tem seu próprio portal de Recursos Humanos especializado na busca de emprego que promove o contato direto entre trabalhadores e empregadores, o Australian Job Search (www.jobsearch.gov.au). Nele são publicadas diariamente inúmeras ofertas de trabalho. O portal é oferece várias ferramentas e filtros para encontrar as ofertas de seu interesse, seja por zona geográfica, por área, indústria ou tipo de trabalho que se busca.

Se encontrar trabalho em qualquer parte do mundo costuma ser uma tarefa árdua, na Austrália, as ferramentas de busca pela internet e a economia favorável tornam essa tarefa mais simples.