| |

Atendimento

ATENDIMENTO

Brooklin (SP)
+55 11 5096 4555

Tatuapé (SP)
+55 11 2091 3288

Rio de Janeiro
+55 21 3283 9389

Belo Horizonte
+55 31 3309 3059

Curitiba
+55 41 3779 9004

Campinas
+55 19 3294 3733

Ribeirão Preto
+55 16 3877 2013

Sydney
+61 2 9267 5811

Melbourne
+61 404 244 875

Perth
+61 8 9225 4357

Agência Online
+55 16 3877 2013

Bogotá
+57 1 6915807

Solicite um
orçamento

Depoimentos

Juliana Simoes Soares

Rio de Janeiro/RJ

Perth

Não acredito que eu estou aqui! Acho que demorou cerca de 4 meses para que eu percebesse que eu estou vivendo um sonho, um sonho que eu peço todos os dias para nunca acordar, um sonho de 1 ano, um sonho no qual eu devo agradecer primeiramente aos meus pais por me proporcionaram o primeiro passo. Graças ao esforço deles eu posso viver esse sonho de um ano, depois só tenho a agradecer as pessoas que fazem esse sonho ser mais do que um sonho, uma realidade. É claro que eu estou falando de todos australianos que eu conheci durante esse tempo. 

A Austrália é incrível, é a mistura de águas cristalinas, desertos escaldantes e uma natureza insuperável, e eu, sortuda e determinada do jeito que sou, pude viajar e conhecer todos os cantinhos e toda essa diversidade. 

Pude aprender a língua, as gírias, a cultura e acima de tudo a ser eu mesma, a descobrir quem eu sou e do que eu sou capaz. 
Conheci pessoas que não sei como em tão pouco tempo se tornaram mais que amigos, se tornaram família, família Australiana. Essa família que eu irei deixar em alguns meses, família que esteve comigo por 1 ano e que sempre me acolheu e me fez parte desse novo pai. Amigos que eu não gosto nem de pensar que eu tenho mesmo que voltar para o Brasil e deixar todos eles aqui, se eu pudesse compraria um avião e colocaria todos eles dentro e levaria para o Brasil comigo, para que eu não sentisse esse aperto no coração, que eu sinto todas as vezes que penso em voltar para meu país, mas em alguns anos eu volto, volto e me reencontro com todos eles.

 Volto e conto como eu passei esses meus anos de volta no meu país, conversaremos por horas só para colocar o papo em dia, faremos festas como se fôssemos adolescentes de 16 e 17 anos de novo. Não posso mentir, tenho que dizer que sentirei falta de morar aqui, sentirei falta de falar inglês, até mesmo de ir pra escola, Sentirei falta dos abraços, das piadas, dos conselhos, das risadas, mas a vida continua, cada um vai para um lugar diferente e quem sabe no futuro o destino não nos reuni de novo. 

Se alguém alguma vez pensou em fazer um intercâmbio, mas ficou com medo, por ser muito caro , ou então porque não acredita que conseguirá passar mais de 1 mês sem ver seus pais e amigos, eu só tenho a dizer que você está perdendo a melhor experiência da sua vida, e que se eu fosse você economizaria dinheiro, nem que fosse ficar 1 ano sem sair. E no dia que você tiver juntando dinheiro suficiente, não pense duas vezes, Pega o dinheiro e vai! Porque acredite, será a melhor e maior experiência da sua vida. 

Não importa a idade ou as obrigações, cada um terá uma experiência inesquecível. A minha eu vivendo agora e espero poder proporcionar a mesma coisa que meus pais me proporcionaram aos meus filhos e até proporcionar aos meus próprios pais, que sempre me colocaram em primeiro lugar em tudo. 

E agora eu não quero mais voltar, mas fazer o que? 

Então , como diriam os Australianos: G day Mate! (Tenha um bom dia amigo!)