| |

Atendimento

ATENDIMENTO

Brooklin (SP)
+55 11 5096 4555

Tatuapé (SP)
+55 11 2091 3288

Rio de Janeiro
+55 21 3283 9389

Belo Horizonte
+55 31 3309 3059

Curitiba
+55 41 3779 9004

Campinas
+55 19 3294 3733

Ribeirão Preto
+55 16 3877 2013

Sydney
+61 2 9267 5811

Melbourne
+61 404 244 875

Perth
+61 8 9225 4357

Agência Online
+55 16 3877 2013

Bogotá
+57 1 5177763

Solicite um
orçamento

Estudar no Exterior - Cursos na Austrália e na Nova Zelândia

Por que estudar no exterior?

A possibilidade de viajar e estudar ao mesmo tempo tem atraído cada vez mais brasileiros ao exterior. Há diversos motivos para essa procura, como o desejo de explorar novos costumes e conhecer belíssimas paisagens, enquanto aperfeiçoa outro idioma ou obtém uma qualificação profissional.

Para o currículo, as vantagens também são inúmeras, pois cada vez mais as empresas buscam de profissionais bilíngues, que tenham bagagem cultural e capacidade de adaptação as mais diversas situações.

Mas antes de fazer a inscrição, há vários detalhes que devem ser levados em consideração para ter uma excelente vivência no exterior. Confira no que pensar na hora de determinar onde estudar:

Como escolher o lugar para estudar no exterior

Diante das diferentes opções de cidade para estudar no exterior, vale a pena escolher aquela que possui curso de excelência na área desejada e, se ainda houver dúvidas, optar por onde acreditar ser mais hospitaleiro e tem o estilo de vida de que você gostaria de aproveitar. Quem adora frio e montanhas terá interesses diferentes dos amantes de praia, por exemplo. Por ser uma viagem mais intensa, escolher o destino ideal é decisivo para aproveitar ao máximo essa experiência.

Idioma para estudar

Como o inglês é o idioma mais solicitado no mercado, a maior parte dos estudantes opta por estudar em um país que essa língua seja a oficial.

A fluência no inglês não é pré-requisito para embarcar nesse tipo de viagem, já que grande parte das escolas oferece cursos que vão desde os níveis mais básicos até a fluência do idioma.

Porém, é importante que o tempo de seu curso seja compatível com os objetivos que deseja alcançar. Para isso, as escolas oferecem estruturas flexíveis de cursos, onde os próprios estudantes a quantidade de semanas que irão realizar.

Ensino na Austrália

Conhecida mundialmente pelos excelentes cursos que oferece, a Austrália é referência em ensino superior, contando com metade de suas universidades entre as 200 melhores do mundo.

Na Austrália, existe o ATN (Australian Technology Network of Universities), o grupo formado por cinco das mais modernas e inovadoras universidades do país. Com grande expertise em tecnologia e parcerias com indústrias, empresas e órgãos do governo, elas possuem cursos que resultados práticos através da melhor qualidade de ensino e pesquisa.

O ensino técnico também tem forte presença na Austrália e é uma excelente opção para quem quer uma qualificação profissional internacional, mas possui pouco tempo disponível para ficar no país. Esses cursos são chamados de VET (Vocacional Education and Training) e são perfeitos para ter um ensino mais prático.

Existem cursos técnicos nas mais variadas áreas, como Design, Negócios, Hotelaria, Ciências, Saúde, Computação, Tecnologia da informação, Engenharia, entre outras.

Ensino na Nova Zelândia

Vizinha e nação irmã da Austrália, a Nova Zelândia também possui ótimos centros educacionais, que oferecem cursos de idiomas, ensino médio, técnicos e universitários.

Os Institutes of Technology and Polytechnics (ITPs) são instituições focadas em estudos técnicos aplicados em diversas áreas profissionais. Eles possuem fortes ligações com as indústrias, desenvolvendo seus cursos de acordo com as necessidades do mercado.

Todas as universidades da Nova Zelândia estão entre as melhores do mundo no QS World University Rankings e estão ranqueadas entre as 100 melhores em mais de 31 áreas de ensino. Isso faz como que seus cursos tenham um grande reconhecimento internacional e seus estudantes tenham um alto índice de empregabilidade após a sua formação.

Idade para estudar

Embora os jovens sejam os que mais realizam intercâmbio no exterior, pessoas de todas as idades podem estudar em outro país. Atualmente, existem desde opções de cursos voltados para crianças que acompanham os pais na viagem, até programas especiais para quem quer se especializar e aprender algo novo na melhor idade.

Da mesma forma que é possível aprender em qualquer fase da vida, também é possível viajar para desbravar um novo mundo independente de sua idade. A vivência proporcionada por um intercâmbio é benéfica para todos. Por isso, vale a pena escolher um programa que tenha a ver com as suas expectativas e atenda suas necessidades, para voltar repleto de boas experiências e aprendizados.