|

Atendimento

ATENDIMENTO

Brooklin (SP)
+55 11 5096 4555

Tatuapé (SP)
+55 11 2091 3288

Rio de Janeiro
+55 21 3283 9389

Belo Horizonte
+55 31 3309 3059

Curitiba
+55 41 3779 9004

Campinas
+55 19 3294 3733

Ribeirão Preto
+55 16 3877 2013

Sydney
+61 2 9267 5811

Melbourne
+61 404 244 875

Perth
+61 8 9225 4357

Agência Online
+55 16 3877 2013

Bogotá
+57 1 5177763

Solicite um
orçamento
Intercâmbio de 3 meses

Intercâmbio de 3 meses

Aprender um novo idioma, conhecer novos costumes e adquirir experiência profissional e independência são alguns dos benefícios de realizar um programa de intercâmbio.

A Oceania tem atraído muitos brasileiros interessados em estudar no exterior devido ao clima agradável, suas belas paisagens naturais, reconhecimento de suas instituições de ensino, alta qualidade de vida em suas cidades e pela hospitalidade de sua população.

Curso de inglês em 3 meses

Para quem não dispõe de muito tempo para realizar um intercâmbio, a Austrália e Nova Zelândia possuem cursos de inglês com estrutura flexível que permite que os estudantes escolham a duração de seu curso com base em sua disponibilidade e necessidades.

O intercâmbio de três meses está entre as melhores opções de cursos de curta duração, pois permite que o estudante consiga um bom desenvolvimento do idioma, tenha tempo para conhecer a cidade em que morar e adquira uma boa vivência no exterior, sem a necessidade de permanecer muito tempo longe de sua terra natal.

Além disso, a Nova Zelândia não exige a solicitação de visto prévio para quem deseja ficar até 3 meses na seja a turismo ou estudo. A permissão de entrada no país é concedida em sua chegada. E a Austrália permite fazer a aplicação on-line para o visto de turismo, garantindo mais agilidade no processo.

Para quem puder estender um pouco mais sua permanência

Aqueles que puderem aumentar em duas semanas o seu tempo de estudo nesses países contarão com algumas vantagens.

Tanto a Austrália e Nova Zelândia oferecem permissão de trabalho para estudantes internacionais que realizarem cursos com duração mínima de 14 semanas e entrarem no pais com o visto de estudo.

Na Nova Zelândia, se o estudante estiver matriculado em uma escola de categoria 1 para um curso de duração a partir de 14 semanas, poderá trabalhar legalmente até 20 horas semanas. Se ele estiver matriculado em uma escola de categoria 2, precisará realizar um curso com duração mínima de 24 semanas e já ter nível de inglês intermediário.

Na Austrália, os estudantes podem trabalhar até 40 horas quinzenais se realizarem um curso com a partir de 14 semanas de duração, sem a necessidade de comprovar seu nível de inglês. Além disso, ela concede para quem tiver o visto de estudante 4 semanas de férias ao final do curso, onde é permitido trabalhar período integral.

Nesse tempo, o intercambista também pode aproveitar a oportunidade de conhecer tanto a Austrália e a Nova Zelândia, quanto os países da Ásia mais próximos, como Tailândia, Vietnã, Bangladesh, Índia e Indonésia, contribuindo para a formação de uma bagagem cultural ainda mais inovadora e intensa.